Olivetti lança tablet

A Olivetti lança hoje um tablet de 10,1 polegadas, esperando vender em Itália 1,5 milhões de unidades. A marca que foi líder do mercado das máquinas de escrever nos anos 70 do século passado reposicionou-se como empresa de software e internet.

O tablet da Olivetti começa hoje a ser vendido a um preço concorrencial de 399 euros pela Telecom Italia. Chama-se Olipad e corre sobre o sistema operativo Android 2.2 com um processador Dual Cortex A9 da NVidia. O ecrã/tela tem resolução de 1024 x 600 pixels e o tablet vem equipado com uma câmera de 1.2 Megapixeis.

O Olipad tem conetividade 3G, Wi-Fi e bluetooth, contando ainda com portas HDMI e USB. O produto tem uma série de acessórios dedicados, como uma caneta que escreve no ecrã/tela ou uma docking station para teclado.

Artigo anteriorPróximo artigo
Jorge Montez
é um dos fundadores do TecheNet, juntamente com Alfredo Beleza. Jornalista freelance, colaborou com conteúdos multimédia para alguns dos principais mídia portugueses. Foi redator, repórter e editor de jornais nacionais. É licenciado em Ciências da Comunicação. | Google +

11 Comentários

  1. Tem pessoas que ainda usam maquinas de escrever, conheço uma, pois não confia nos computadores prefere ter tudo guardado em casa.

      1. o teclado foi inventado em 1808 e a máquina aperfeiçoada em 1834. A última empresa a fabricar máquinas de escrever em todo o mundo fechou o mês passado em Bombaim, na Índia.

  2. Bacana, aprendi a datilografar numa Olivetti e achei que tivesse sumido do mercado com o advento dos computadores, espero que tenham muito sucesso em sua empreitada.

  3. Nossa fiz meu curso de digitação numa maquina desta pensem que nem existisse mais esta marca, este site realmente surpreende com suas informações.

  4. OLIVETTI, ESSA MARCA FOI LIDER NO MERCADO DE MAQUINAS DE ESCREVER POR MUITO TEMPO, SUA TECNOLOGIA EVOLUIU MUITO, LANÇAR UM TABLET NO MERCADO NAO É PRA QUALQUER UM, SEU DESIGN É BEM LEGAL.

  5. A Olivetti dominou o mercado mundial das máquinas de escrever nos anos 70 do século passado. Agora está a fazer a mudança para o digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *