Internet

Anonymous presos em Espanha


A Polícia Nacional espanhola anunciou ter desarticulado “a cúpula” do grupo de ciberativistas Anonymous naquele país. Três pessoas foram detidas, tendo sido confiscado o servidor que serviu de base para ataques contra a PlayStation e páginas governamentais um pouco por todo o mundo.
De acordo com a edição online do jornal El País, a operação permitiu identificar os responsáveis pela coordenação de vários ataques de negação de serviço a empresas, instituições financeiras e governos um pouco por todo o mundo. A operação lançada pela Brigada de Investigación Tecnológica permitiu desarticular o servidor que em Espanha coordenava os ataques. “Faziam parte da rede desde pessoas normais a outras mais qualificadas que administravam os chats que submetiam à votação os objetivos dos ataques”, afirmou a polícia aos jornalistas.
ciberativistas anonymousAs autoridades espanholas afirmam ter provas de que foi a partir desse servidor que foram coordenados ataques contra as páginas web da Playstation, BBVA, Bankia, Enel, dos governos do Egipto, Argélia, Líbia, Irão, Chile, Colômbia e Nova Zelândia.
A afirmação da polícia de ter encontrado provas do ataque à PlayStation contradiz os comunicados do grupo de que não tinham sido os responsáveis pelo ataque à página daquele serviço. A Sony, recorde-se, tinha acusado o grupo de ser indiretamente responsável pelo roubo de dados que afetou mais de 100 milhões de usuários.
O Anonymous especializou-se em ataques de negação de serviço, que consiste em bloquear o sistema com uma sobrecarga de tráfego. Quando o faz, publicita os seus alvos e as consequências dos seus ataques.
Ainda hoje, no seu blog, o Anonymous afirma ter sido bem sucedido numa operação contra o governo turco, que colocou offline vários sites governamentais da Turquia, num ataque para protestar contra a censura da internet feita pelo governo turco.


1 comentário em Anonymous presos em Espanha

  1. Bruno Gurgel

    Bom, primeiro que os Anonymous não possuem uma estrutura de comando, o que torna impossível a “cúpula” ter sido presa. Segundo que o que eles fizeram foi um ataque DDoS, o que nada tem a ver com roubar dados.

    Mais informações sobre ataque DDoS aqui: http://pt.wikipedia.org/wiki/Ataque_de_nega%C3%A7%C3%A3o_de_servi%C3%A7o

    E terceiro que o ataque DDoS dos Anonymous ocorreu mais de um mês antes da Sony ter seus dados roubados, quando os Anonymous já haviam cessado o ataque.

    Qualquer um na internet pode se dizer um Anonymous, já que estes não são uma “sociedade secreta”, e fazer besteiras por aí. Mesmo que a(s) pessoa(s) que roubou dados da Sony estivesse envolvido(s) com as ações dos Anonymous (o grupo faz vários protestos pacíficos e, claro, ataques DDoS), isto não quer dizer que todos os outros que se dizem Anonymous fazem parte ou sequer aprovam este tipo de coisa.
    Desculpe a franqueza, mas esta “notícia” está repleta de desinformação e só vai confundir mais ainda o público leigo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *