Análise

Review ao Nokia C6-01


Desta vez, a Nokia falhou naquele que é o seu ponto forte: o design. O C6-01 é um smartphone grosso e pesado, que não permite o conforto de utilização.

Já com o novo sistema operacional/operativo nativo da marca finlandesa, o Symbian Anna dá mais opções ao usuário e uma experiência visual mais moderna do que as versões anteriores.

O Tech&Net testou o aparelho durante três semanas e apesar da sua utilização ser fácil no que ao sistema operacional/operativo e ao software diz respeito, o seu peso e design impedem que o possamos recomendar.

análise Techenet

O C6-01 é um aparelho muito grosso e pesado

 

Caraterísticas técnicas

Geral:

  • Sistema operacional/operativo – Symbian Anna
  • Memória – interna de 340 MB, expansível até 32GB com MicroSD (MicroSD de 2GB incluído)
  • Processador – 680 MHz ARM 11, Broadcom BCM2727 GPU
  • Rede – GSM 850 / 900 / 1800 / 1900; HSDPA 900 / 1700 / 1900 / 2100
  • Sensores – Proximidade, acelerómetro, bússula
  • Dimensões – 103.8 mm comprimento x 52.5 mm largura x 13.9 mm espessura
  • Peso – 131 gramas (com bateria)

Tela/Ecrã:

  • Tela/ecrã – Nokia ClearBlack, Amoled, com detetor de ambiente
  • Dimensões – 3,2 polegadas
  • Resolução – 640×360 pixel – 16:9 nHD
  • Cores – 16,7 milhões
  • Touch Sreen capacitivo
  • [/vc_tab] [vc_tab tab_title=”Câmeras”]
  • Câmera – 8 megapixel
  • Flash – Duplo led
  • Vídeo – Gravação HD (720 pixel), formato 16:9 com estabilizador
  • Câmera secundária – VGA, permite vídeo-chamada

Conetividade:

  • WLAN IEEE802.11 b/g/n
  • Conector e carregador Micro-USB
  • GPS integrado
  • Bluetooth 3.0
  • USB 2.0 (conetor micro USB)
  • Conector AV3.5 mm

 

Bateria:

  • Tipo – Iões de Lítio BL-5CT de 1050 mAh
  • Tempo de conversação (máximo) – GSM 720 min; WCDMA 290 min.
  • Tempo de autonomia (máximo) – GSM 420 h; WCDMA 380 h

 

Tela/ecrã

análise techenetO Nokia C6-01 apresenta uma tela/ecrã de apenas 3,2 polegadas e este é o mínimo indispensável para se ter uma visualização correta de conteúdos, pelo que só aconselhamos pequenos clips de vídeo. E é pena, porque a tecnologia Amoled acoplada à ClearBlack permite uma visualização boa em quase todos os ambientes de luminosidade.

Este é, quanto a nós, o grande trunfo do C6-01. O aparelho da Nokia tem um bom ângulo de visão e um bom contraste e calor das cores. Além do mais, o vidro é à prova de (quase) tudo.

A sua resistência está ao nível das melhores do mercado e torna este aparelho num todo o terreno, o que pode ser decisivo na hora da decisão da compra.

A capacidade sensitiva da tela/ecrã permite uma utilização agradável e responde bem ao toque com o dedo. A experiência do usuário é ainda melhorada com a possibilidade de costumização de três telas diferentes.

O Software

O sistema operacional/operativo instalado no C6-01 é o Symbian Anna (se tiver um modelo com o sistema anterior pode fazer o download). O Anna foi anunciado como tendo mais de 500 alterações em relação ao seu predecessor, mas o usuário pouco o nota.

análise techenetHá diferenças evidentes, como um redesenho dos ícones, tornando-os mais modernos e aplicativos que não funcionavam nas versões anteriores. Destaque para o deslocamento em tempo real, que acompanha o movimento do dedo e permite a mudança entre telas e para o teclado virtual QWERTY.

Mas, fundamentalmente, continua a ser o mesmo sistema operacional/operativo e isso não é uma boa notícia. E uma das funcionalidades onde tal se nota mais continua a ser no navegador web que sendo melhor do que os anteriores, continua uns furos abaixo da concorrência. O navegador traz, contudo, uma grande alteração que é a existência de um botão sempre visível que permite voltar atrás, alterar páginas e sair. Quem tem experiência em navegar na web com versões anteriores do Symbian sabe que esta é uma alteração significativa e muito bem vinda.

análise techenet análise techenet análise techenet

O OVI Social continua a permitir apenas a integração de Facebook e Twitter, deixando de fora o Google Plus, o Linkedin ou o Orkut, por exemplo.

O novo codec para visualização dos vídeos faz com que eles rodem sem problemas e com uma fluidez assinalável. Pena é que o tamanho da tela/ecrã (3,2 polegadas) não permita tirar o melhor partido desta potencialidade.

Um dos grandes trunfos dos últimos lançamentos da Nokia é a inclusão do revigorado OVI Maps, a aplicação de topo da empresa finlandesa.

Câmera

análise techenetanálise techenetE por falar em pontos fortes da marca finlandesa, a câmera é do que de melhor tem este smartphone. Já a tínhamos visto no Nokia E7 e confirmámos agora as suas potencialidades. Com uma resolução de 8 megapixel e flash de duplo led, tirar fotografias e fazer clips de vídeo é fácil e intuitivo, principalmente com a ajuda do autofocus.

A câmera permite ficheiros com um tamanho a rondar os 4 megapixel de lado e com uma definição de imagem bastante aceitável e a que ainda se podem dar retoques com o software de edição nativo. E para os mais entendidos em fotografia, é possível editar as definições do disparo.

Também a captura de vídeo tem uma boa qualidade, apesar de o HD ser de apenas 720 pixel, como é demonstrado neste pequeno clip.

 

Clip de vídeo

 

Bateria

A bateria que equipa o Nokia C6-01 permite-lhe fazer uma utilização intensiva sem ter de se preocupar se vai ter smartphone até ao final do dia. Pode até dormir descansado que o mais certo é conseguir dois dias e meio de utilização apenas com uma carga da bateria.

E estes dois dias e meio podem ainda ser estendidos até aos três, uma vez que pode desligar o aparelho durante a noite que o despertador tocará na mesma.

A duração da bateria é um dos pontos fortes do Nokia C6-01, um smartphone de que não ficámos particularmente adeptos e que não podemos recomendar.

Mas aqui há um ponto que é preciso esclarecer. Não foi a experiência de utilização do Nokia C6-01 que nos desiludiu. Ela é melhor do que a obtida com modelos anteriores (ou com modelos equipados com a versão anterior do Smbian).

Do que verdadeiramente não gostámos foi do design do aparelho. O C6-01 está longe dos pergaminhos da marca e talvez o ter sido uma atualização do c6 que tem teclado deslizante explique o porquê de ser tão volumoso e tão pesado. Como verão na classificação Tech&Net, apenas estes dois aspetos mereceram nota negativa. Em todos os outros, o Nokia C6-01 passa favoravelmente e sem ter nenhum excelente, tem notas boas.

É evidente que estamos a falar num aparelho de entrada de gama e tivemos isso em consideração na classificação que demos.

Parâmetros da análise:

  • Design – Ao contrário do que é habitual na Nokia, o C6-01 não é um smartphone elegante
  • Conforto – O design penaliza claramente o conforto de utilização. O C6-01 é um aparelho grosso e pesado
  • Software – Esta foi a nossa primeira experiência com o Symbian Anna e ficámos com um sentimento duplo em relação a ele. Por um lado, traz mais funcionalidades, como ter três telas/ecrãs costumizáveis, e ícones redesnhados e mais modernos, bem como uma nova versão do navegador web que é mais amiga do utilizador. É um passo em frente, mas continua bastante atrás dos seus principais concorrentes. O C6-01 incorpora o OVI Maps com navegação GPS de origem, a exemplo dos mais recentes lançamentos da marca. Damos nota 4 por comparação com as versões mais antigas do sistema nativo da Nokia.
  • Câmeras – Com 8 megapixel e flash com duplo led, a câmera do C7 está dentro do que de melhor o mercado tem para oferecer e ainda tem como trunfo o botão de disparo na lateral do smartphone O software é intuitivo e completo, permitindo a deteção de rosto e ajustes nos parâmetros. À câmera secundária com resolução VGA não se pode permitir muito, mas permite vídeo-chamadas com qualidade aceitável.
  • Conetividade – Fisicamente, o C6-01 tem todas as opções possíveis, à exceção de uma entrada HDMI, o que se compreende por estarmos na presença de um smartphone de entrada. O widget nativo da OVI Store para as redes sociais não foi atualizado no Symbian Anna, pelo que continua com o mesmo problema de apenas poder integrar o Facebook e o Twitter.
  • Bateria – Permite mais de dois dias de utilização intensa, o que é do melhor que se encontra nos smartphones.
  • Preço – O Nokia C6-01 pode ser comprado a partir de R$600 ou 199€. É um produto de entrada e a sua compra deve ter em conta a oferta da concorrência. Não está caro, mas também não é barato.

 

Classificação TecheNet

Design e Conforto
Tela/ecrã
Software
Câmaras/câmeras
Conetividade
Bateria
Pensamentos finais

O que mais desilude neste Nokia C6-01 é aquilo em que a Nokia costuma ser muito forte. O design e o conforto deixam muito a desejar e não estão à altura dos pergaminhos da marca. Apesar de construído com bons materiais, este smartphone é um aparelho pesado e grosso.O sistema operacional/operativo Symbian Anna é um grande passo em frente relativamente às versões anteriores mas continua uns furos abaixo dos principais sistemas da concorrência. A Nokia precisa rapidamente do Windows Phone.Não é um mau aparelho, mas é pesado e ficamos com a sensação de termos recuado um pouco no tempo. Por essas razões, este não é um smartphone que recomendemos.

Classificação 3.1

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *