Gadgets, Sistemas Operativos, Tecnologia

Intel NUC promete revolucionar os mini computadores


Está em alta o interesse de algumas empresas ou pequenas equipas de entusiastas, em explorar oportunidades proporcionadas pelos computadores de pequenas dimensões. Desde o raspberry-PI, até à solução pico-ITX da VIA, a oferta já começa a se ajustar à procura. A Intel não alheia a este mercado lança um produto que a julgar pelas características promete chamar a atenção de entusiastas e negócios individuais.

A Intel anunciou uma placa de reduzidas dimensões denominada Next Unit of Computing (NUC). Este placa com cerca de 10 centímetros de largura parece assemelhar-se a uma solução all-in-one do estilo do Raspberry Pi. Contudo ao contrário do anterior modelo, o NUC na sua versão básica nada mais é que uma placa mãe (motherboard). Isto é o utilizador terá de escolher alguns componentes como por exemplo memórias, disco, e mesmo uma fonte de alimentação.

É certo que as reduzidas dimensões deste equipamento não nos passam despercebidas em particular para quem já tenha tido curiosidade em ver um computador com a arquitectura Intel por dentro. Apesar disso, o real ponto de interesse está nas possibilidades de expansão deste equipamento tornando-o num patamar acima dos seus rivais, confira-as de seguida:

Processador: Intel mobile Core i3 Ivy Bridge
Placa Gráfica: Intel HD 4000 (integrada)
Padrão de Memória: Duas slots SO-DIMM
Padrão de Armazenamento: Conector M-SATA para ligação de um disco SSD
Padrão de Conectividade: Mini-PCI slot para instalação de placa wireless ou bluetooth
Expansibilidade: 3 Portas USB e 1 Porta HDMI
Sistemas Operativos: Windows e Linux

O objectivo deste esforço da Intel foi ver até que pondo conseguia encolher uma placa mãe de um PC de modo a utilizar a mais recente tecnologia dos seus processadores e ao mesmo tempo conseguir um “form factor” mais atraente. Percebe-se que este esforço da Apple para já não compete directamente com o Raspberry Pi ou o Cubieboard, contudo é uma resposta à solução pico-ITX da VIA.

E a julgar pelas capacidades de configuração (já que se pode escolher muitos aspectos deste mini pc), esta solução da Intel possui uma capacidade de expansão e potencial de processamento superior à proposta da VIA. Por exemplo, só o processador gráfico da placa Intel 4000 é capaz de aguentar duas reproduções de vídeo em alta definição sem perda de frame-rate.

A Intel não pretende vender a solução final completa (computador com caixa, board e todos os seus componentes). Apesar disso, o gigante de semi-condutores irá adjudicar o fabrico e fornecimento de uma caixa e uma fonte de alimentação externa a terceiros, para que os entusiastas que comprem este sistema possam construir uma solução completa. Serão também esses o cliente alvo deste equipamento da Intel, tal como os fabricantes de equipamentos (OEM),com necessidades de construir um pc com dimensões compactas.

As aplicações destes sistemas, são mais que muitas por exemplo do lado do entusiasta será possível com este tipo de sistemas, construir um ou mais servidores de pequenas dimensões, ou mesmo criar um media center de pequenas dimensões para o entretenimento em casa. Caso este equipamento ganhe tracção e reúna uma comunidade de seguidores interessante, não teremos que esperar muito tempo para ver soluções criativas utilizando esta tecnologia, semelhantes ao que já vimos no Raspberry Pi.

A Intel anunciou que pretende disponibilizar este produto ao público a partir já do mês de Outubro para mercados seleccionados.

Via PCWorld


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *