Mobile, Notícias

Afinal o Nexus 4 da Google tem suporte para LTE


O novo Nexus 4 impressionou desde o seu anúncio formal devido às suas generosas características. É um smartphone com acabamentos a vidro resistente a danos, tem um processador quad-core de última geração e um ecrã com uma densidade de pixeis similar ao iPhone. Mas, o que mais desiludiu no anúncio do novo Nexus 4 da Google foi mesmo a ausência de suporte para redes 4G na norma LTE. Mas ao que parece o Nexus 4 suporta LTE.

Gostava que o novo Nexus 4 tivesse suporte LTE? Bem, pelos vistos não será por limitação técnica do smartphone da Google. Na semana passada, o site Anandtech referiu que no chipset da Qualcomm incluído no Nexus 4 existia suporte para conectividade LTE. Segundo a fonte o suporte é em específico para a banda 4 (AWS) que funciona na frequência de 1700 MHZ, e em teoria suficiente para conseguir acesso LTE através dos amplificadores de potência e transceiver que já se encontram montados a bordo do Nexus 4.

Da teoria passou à prática e desde então surgiram vários testemunhos de clientes da operadora canadiana Telus onde demonstram que a conectividade LTE escondida dentro do Nexus 4 funciona. Os utilizadores conseguiram mesmo estabelecer uma ligação na frequência de 1700 MHZ (Banda 4) atingindo velocidades semelhantes a uma conexão 4G. Ao que parece o que foi apenas necessário fazer foi digitar o código * # * # * # 4636 * no dialer do Nexus 4 e os clientes dessa operadora conseguiram activar este suporte através de uma opção no modo de depuração (debugging) da rede.

As más notícias é que o modelo mais recente da linha Nexus à venda na Play Store da Google, apenas permite LTE na banda de 1700/2100 Mhz. Levando em consideração que as frequências LTE suportadas em alguns países europeus, como o exemplo de Portugal estão no âmbito dos 800 MHz, 900 MHz, 1800 MHz e 2600 Mhz, então chegamos à conclusão que este modelo não será compatível com o suporte LTE oferecido pelos principais países da Europa.

Apesar disso, esta nova informação aponta para o facto de o Nexus 4 ser totalmente capaz de lidar com a norma LTE devido a já incluir um chip da Qualcomm com essas características. Mas então, o que leva a que a Google tenha optado por não incluir este suporte por omissão? A razão prende-se pelo facto dos custos associados em adicionar suporte adicional para todas as gamas de frequência, e ao trabalho que isso daria em alguns suportar países como os estados unidos onde não há ainda um standard das frequências usadas (são várias as frequências usadas entre as operadoras).

Mas se a limitação não é técnica será que a maioria dos países europeus que operam fora do espectro de frequência do canadiano não poderão comprar um Nexus 4 com 4G? Pensamos que tudo será uma questão de tempo, até porque à semelhança do que aconteceu com o Galaxy Nexus, o fabricante do equipamento (LG) também irá vender o mesmo directamente ao consumidor. E tudo indica que a LG possa já oferecer uma versão com 4G adequada a alguns países europeus. Afinal, o mercado europeu é muito grande para ser ignorado.

O único problema será o preço. Como já referimos anteriormente a cadeia de venda a retalho de soluções móveis Phone House, advertiu que não iria comercializar o novo Nexus 4 devido às contrapartidas exigidas pela LG à empresa serem proibitivas. Se o modelo vendido na Europa pela LG irá ter suporte 4G ou não, será algo que teremos que esperar para ver. Contudo não nos irá surpreender que esse suporte venha incluído.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *