Notícias, Sistemas Operativos, Software, Tecnologia

Versão 9364 do Windows Blue “vaza” na internet – Conheça as novidades


Windows Blue – build 9364

Embora o Windows 8 seja o início de uma nova direcção para a Microsoft, marca também o regresso das críticas à empresa depois do Windows Vista. É portanto com alguma expectativa que os entusiastas do sistema operativo da Microsoft esperam que a próxima versão corrija alguns problemas. O entusiasmo é agora maior já que uma versão de desenvolvimento do Windows Blue foi disponibilizada de forma não oficial na internet.

A versão de desenvolvimento do Windows Blue agora disponível, está num formato de imagem ISO com um tamanho total de 2,63 GB. O nome do arquivo tem a designação “9364.0.FBL_PARTNER_OUT13.130315-2105_X86FRE_CLIENT” e aparentemente é destinado a computadores com a arquitectura 32-bit. Para já, apenas com estes dados podemos chegar à conclusão que a Microsoft não irá deixar de suportar a arquitectura de 32-bits, o que pode ser uma boa notícia para computadores mais antigos.

img_windows_blue_build_9364_06

De acordo com uma notícia publicada no site Windows9Beta, a fuga desta ISO teve origem na França e faz parte da Milestone 1, a primeira das duas fases de desenvolvimento importantes até à versão final, que irá consistir na próxima actualização do Windows 8.

Trata-se mais concretamente da build 9364 do Windows Blue e alegadamente foi enviada para os parceiros da Microsoft para fins de teste apenas. Por essa razão salientamos, que em princípio, é uma versão com alguns bugs e não apropriada a ser utilizada no dia-a-dia (caso a encontre por acaso na internet e a decida experimentar).

Principais novidades do Windows Blue – build 9364

Apesar de ser apenas uma versão inicial de desenvolvimento já se notam algumas novidades. Existem alterações ao nível da personalização e cosmética no Menú de Iniciar. Por exemplo poderá ter acesso a uma nova opção para configurar de forma fácil uma imagem ou cor de fundo.

img_windows_blue_build_9364_02

Por outro lado, se para si o clássico botão de iniciar é imprescindível, lamentamos desapontá-lo, mas para já não há nenhum indício que este recurso seja reintroduzido, embora tenha sido uma funcionalidade que muitos usuários do Windows 8 têm pedido à Microsoft.

Em comparação com o Windows 8, o Windows Blue vai oferecer mais opções de personalização das “Tiles”. Além dos tamanhos existentes, serão introduzidas “tiles” maiores e mais pequenas de modo a se encaixarem melhor no seu ecrã e permitirem uma melhor estruturação da informação ou aplicações que anexa no menu de iniciar.

img_windows_blue_build_9364_03

A barra Charms também sofreu retoques, e inclui uma nova opção “play” no menu Devices. Além deste, aspecto a opção de partilhar (share) da Charms vai permitir aos usuários rapidamente capturar uma imagem (screenshot) e compartilhá-la com seus amigos através de aplicativos instalados.

A Microsoft está a trabalhar em um novo modo “Snap View” que basicamente permite dividir o ecrã/tela ao meio entre dois aplicativos lançados, permitindo aos usuários executar dois programas diferentes lado a lado num modo de 50-50.

img_windows_blue_build_9364_04

Além de todas essas mudanças, o Windows Blue também poderá trazer melhorias aos aplicativos pré-instalados do Windows. Por exemplo, existem indícios nesta build do Windows Blue que a Microsoft está a trabalhar em nova funcionalidades para o cliente SkyDrive, que possibilitam que os que os arquivos do usuário sejam carregados automaticamente e ao mesmo tempo sejam criados backups dos mesmos no serviço de armazenamento “cloud”.

A nova imagem do Windows Blue confirma ainda os rumores que já existiam há algum tempo – o Internet Explorer vai receber um incremento para a versão 11. Embora na imagem que apresentamos abaixo não se note grandes alterações em relação à versão 10, destacamos em particular uma nova opção de sincronização das tabs abertas. Mais uma vez o serviço “cloud” será responsável por sincronizar esta informação com outros dispositivos eventualmente com o Windows Blue , mas também com o Windows Phone Blue.

img_windows_blue_build_9364_05

Finalmente, mas não menos importante, o Windows Blue vai trazer também novidades na navegação por gestos. Por exemplo, no menu de iniciar pode deslizar o dedo da zona de baixo para cima o que possibilita revelar todos os aplicativos, no modo desktop pode deslizar o dedo para cima ou para baixo para revelar a barra de aplicativos do desktop que lhe permite ter acesso a opções como por exemplo o Snap e as definições de projector.

Dava jeito um vídeo mais detalhado das alterações? Felizmente temos, contudo se não se preocupar com o facto de ser em inglês, está disponível já de seguida com a cortesia do site Winbeta.

Convém salientar que apesar de existirem algumas novidades nesta versão, em relação ao que encontramos actualmente no Windows 8 nada garante, como são versões de desenvolvimento, que as alterações se vão manter tal como estão, ou mesmo que não vão ser eliminadas pela Microsoft, na versão final do Windows Blue. Se os rumores tiverem algum fundamento, a versão final do Windows Blue poderá já ser anunciada em Agosto, enquanto a primeiro versão beta aberta ao público poderá chegar em meados de Junho.


5 comentários em Versão 9364 do Windows Blue “vaza” na internet – Conheça as novidades

  1. Mercurio

    Fui sempre seguidor do windows, mas desde que saiu esta nova versão a 8, que abandonei o sistema e abracei o Linux Ubuntu isso sim que é um bom sistema operativo e gratuito, dentro de pouco tempo veremos as empresas a aderir a este sistema, e a deixar o windows que agora parece mais um sistema para meninos se divertirem e não um sistema de trabalho, só para acedermos a certas funcionalidades tão simples como deligar o computador, andamos para ali a apanhar papéis, foste um bom sistema, agora para mim acabou.

    • Rui Oliveira

      Mercurio, como o compreendo! Pessoalmente uso Ubuntu (neste momento versão 12.04 LTS) como meu sistema principal e tenho o Windows 7 numa partição auxiliar. Posso lhe dizer com toda a confiança, que é muito raro as vezes que arranco para a partição do Windows 7. E quando arranco não é para jogar é mais para executar aplicações que não existem em Ubuntu, como é o caso do Office da Microsoft que na minha opinião não tem ainda substituto à altura (apesar de o LibreOffice estar a melhorar a olhos vistos).
      Estou muito satisfeito e recomendaria a qualquer pessoa o Ubuntu.

  2. IPRKPT

    Windows 8 para empresas, por e simplesmente não serve, não é produtivo, mais um buraco da microsoft equivalente ao erros do Vista, que teve os seus dias contados mal acabou de ser lançado na altura, windows 8 é bom para o que se chama, passar dedos e colar selos, para pad’s.

    • Rui Oliveira

      IPRKPT é verdade que o Windows 8 deixa muito a desejar para quem quer fazer o uso produtivo de um PC. A razão é como disse e bem, o Windows 8 foi concebido para trabalhar com os tablets e híbridos (dispositivos com ecrã táctil) em mente e ao mesmo tempo ser capaz de realizar tarefas normais como processamento de texto, edição de imagem, etc…

      Embora eu ache que o Windows 8 é para ser utilizado na vista moderna (modern UI ou Metro) e aliás disponibiliza uma experiência muito boa e inovadora nesse sentido, já não penso da mesma forma para quem o quer utilizar para trabalhar num PC normal sem ecrã sensível a toque. Por essa razão alguns negócios estão a se recusar ou estão hesitantes em actualizarem para o Windows 8.

      Já imaginou o que esses negócios vão ter que investir em formação para “reciclar” os conhecimentos dos seus colaboradores (de forma a aprenderem um novo sistema)? Simplesmente não compensa, e eu se tivesse um negócio mantinha-me pelo Windows 7 (que é um bom sistema operativo).

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *