Windows Phone 8 Mobile

Windows Phone vende mais que iPhone em 7 países


Muita gente acreditava que o Windows Phone, o sistema operacional móvel da Microsoft usado em smartphones da Nokia, HTC, Samsung e outros fabricantes, não teria bom desempenho. Atualmente o mercado é dominado é dominado pelo Android e pelo iOS, da Apple. No entanto, números confirmados pelo IDC revelam que o Windows Phone está tendo bons resultados, e em alguns países está conseguindo até mesmo superar as vendas do iPhone.

A informação foi publicada pela própria Microsoft através do blog do diretor de Relações Públicas da empresa, Frank Shaw. Os dados revelam que o Windows Phone vendeu mais que o iPhone em pelo menos sete países, considerando as vendas do último trimestre de 2012. Os países onde o “fenômeno” aconteceu são os seguintes: Argentina, Índia, Rússia, Polônia, África do Sul e Ucrânia. O sucesso do Windows Phone também se repetiu em alguns países da Europa central e do leste incluindo a Croácia.

Isso quer dizer que a Microsoft tem motivos para comemorar a ascensão do seu sistema e já pode preparar para estourar a champanha? Na verdade, ainda não. O sucesso da Windows Phone nos mercados acima tem as suas razões e pode não refletir a realidade mundo à fora. Segundo o analista do instituto IDC, Kevin Restivo, a explicação para o bom desempenho do sistema da Microsoft frente ao iPhone se deve ao fato de que o mercado de smartphones na Ucrânia, África do Sul e o grupo de países citado como o “resto dos países da Europa central e do leste” é pequeno e, por lá, o Windows Phone não teria vendido mais que 100 mil unidades.

WIndows Phone HTC

O analista do IDC também comentou a situação do Windows Phone na Argentina, país vizinho do Brasil, onde o mercado de smartphones sofre com as altas taxas de importação. Por lá há um mercado negro de celulares com números relevantes, mas que não foram contabilizados. Além disso o analista, em entrevista ao jornal “New York Times” afirma que os números do Windows Phone tem melhor desempenho em países onde a Nokia, a principal parceira da Microsoft, tem forte presença.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *