Celular Mobile, Notícias

CPI vai investigar operadoras de telefonia no RS


Quem mora no Rio Grande do Sul, esse pequeno e belo pedaço do Brasil, sabe que temos, talvez, o pior serviço de telefonia e internet móvel do mundo. O fato é que, se hoje é assim, imagine como vai ser durante a Copa do Mundo em 2014. Essa afirmação tem sua dose de exagero, claro. No entanto ela tem um fundo de verdade. E a verdade é que o serviço prestados pelas operadoras de telefonia é tão ruim no Estado que acaba de motivar a criação de mais uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) no país.

Desta vez foi a Assembléia Legislativa do estado que resolveu investigar a prestação do serviço. Serviço esse que lidera as reclamações nos órgãos de defesa do consumidor. E não é de hoje. Os problemas vem de longa data. Tanto que no ano passado a Anatel chegou a proibir algumas operadoras de vender celulares no Brasil. Na mesma época o Procon da capital gaúcha também chegou a tomar decisão parecida a pedido da Seccional Rio Grande do Sul da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Embora a gente saiba que essas CPIs não costumam dar em nada, pelo menos poderemos ter a certeza de que a precariedade do serviço prestado é uma realidade. Por falar nisso, entre as queixas mais freqüentes apresentadas pelos clientes das operadoras estão as quedas nas ligações, cobranças indevidas e a ineficiência das centrais de atendimento, entre outras.

Para verificar se há negligência por parte das empresas um grupo de 12 deputados estaduais, presidido por Ernani Polo (PP), terá até 120 dias (prazo que poderá ser prorrogado por mais 60 dias, se necessário) para investigar a situação, apresentar conclusões e, quem sabe, cobrar soluções e até promover mudanças na legislação.

Por falar nisso as operadoras se defendem. Elas dizem que a culpa pela má qualidade do serviço é das prefeituras que impõem restrições à instalação de novas antenas. Se isso é verdade ou não é tarefa dos políticos descobrirem.

Enquanto isso a população sobre com a precariedade do serviço e precisa conviver com a falta de sinal, a lentidão e outros problemas de conexão e cobertura. A esperança de melhoria no serviço passa pela implantação do 4G no país, o que deve desafogar a rede 3G. No entanto, a nova tecnologia ainda deve demorar para decolar e, até lá, os usuários brasileiros ainda deve continuar sofrendo.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *