Mobile, Notícias, Sistemas Operativos, Software, Tecnologia

Foxconn vai pagar à Microsoft por cada dispositivo com sistema Google que fabrique


A Microsoft conseguiu um acordo com a Foxconn que implica que seja paga à empresa de Redmond uma taxa (“royalty”) por cada dispositivo Android ou Chrome OS produzido pela Foxconn. O licenciamento do portfolio de licenças parece estar a ser tanto ou mais lucrativo para a Microsoft que as licenças que vende do seu Windows Phone.

A Hon Hai, a empresa mãe do gigante chinês da electrónica Foxconn, confirmou que chegou a um acordo para obter licenças da Microsoft relacionadas com smartphones, tablets e TVs que usem sistemas operacionais da Google baseados em Linux. Como é normal nos acordos com a Microsoft trata-se de um acordo de “no disclosure”. Isto significa que não se sabe qual foram as patentes licenciadas pela Foxconn nem a quantia envolvida na transacção.

Contudo a Microsoft joga a sua parte na guerra de patentes e jogo psicológico contra a Google, referindo que um vasto leque do seu portfolio de patentes foi licenciado. Salientamos que Foxconn constrói actualmente tablets Android com chipsets da família Nvidia ARM Tegra mas é mais conhecida por fabricar os modelos iPad e iPhone da Apple, Kindle da Amazon e PlayStation 3 da Sony. A gigante da electrónica também fabrica outras peças da electrónica como é o caso de portáteis.

O gigante de origem chinesa é mais um dos grandes nomes que a Microsoft conseguiu convencer a licenciar o seu portfolio de patentes. A empresa de Redmond alega que os sistemas baseados em Linux como o Android e o Chrome OS violam as suas patentes.

A Microsoft aproveitou ainda a oportunidade para revelar um valor a todos os níveis impressionante e dá que pensar. Mais de 50% de todos os smartphones Android são fabricados por corporações que licenciaram as suas patentes. Estima-se que apenas as fábricas sobre a alçada da Foxconn representem 40% da quota mundial de electrónica para consumo.

Das empresas que já licenciaram as patentes da Microsoft destacam-se a Samsung, Acer, HTC, LG e Barnes & Noble, de entre uma lista de outros fabricantes mais pequenos e menos conhecidos que têm em comum o facto de usarem sistemas operacionais da Google. O licenciamento do vasto leque de patentes da Microsoft leva-nos a ponderar se a sua iniciativa de protecção de propriedade intelectual, não será mais lucrativa para os seus cofres do que o próprio licenciamento directo do Windows Phone.

Mas se assim for, é um indício que à partida a Microsoft chegou à conclusão que não consegue competir com o Android através do mérito tecnológico do Windows Phone. Este caminho que escolheu pode ser uma admissão de uma derrota no mercado dos dispositivos móveis. Via: The Register


2 comentários em Foxconn vai pagar à Microsoft por cada dispositivo com sistema Google que fabrique

  1. Talvez o Bill Gates tenha agido errado quando deixou o comando da Microsoft. Agora a Microsoft, ao invés de promover seu produto, ganha com royalties no uso de produtos concorrentes junto com os seus. Em 6 anos, ela cresceu 3% em ações de bolsa de valores.
    Pena. Pelo jeito vai ser tão expressiva quanto a IBM é hoje em dia.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *