Internet 4G Internet, Mobile, Tecnologia

Tecnologia 4G começa a engatinhar no Brasil


A péssima qualidade da internet é uma realidade no Brasil. A boa notícia é que isso está prestes a mudar, à medida em que a tecnologia 4G começar a operar no país. A tendência é que os usuários do 3G migrem para o 4G, que é muito mais rápido, e acabem por desafogar a 3G. Com a proximidade da Copa do Mundo 2014, as operadoras brasileiras começam a apresentar as suas armas. A primeira delas a implantar o 4G nas cidades que sediarão a Copa das Confederações, torneio que acontece um antes da Copa, foi a Claro.

Ontem a empresa anunciou o lançamento da tecnologia em seis cidades-sede do evento: Brasília, Rio de Janeiro, Fortaleza, Recife, Belo Horizonte e Salvador. No total a operadora já oferece o serviço de internet de altíssima velocidade em mais cinco cidades do país: Porto Alegre, Curitiba, Parati, Campos do Jordão e Búzios. Teste realizados durante o lançamento do 4G apontou que a velocidade da conexão chegou a 42 megabits por segundo.

A perspectiva é boa para o futuro. A realização do maior torneio de futebol no Brasil deve servir para que o 4G seja implantado mais cedo do que aconteceria se não houvesse o evento. As outras operadoras, além da Claro, devem apresentar suas estratégias nos próximos dias. A Vivo tem um evento marcado para o dia 30 de Abril. Já a Oi deve divulgar informações sobre o 4G na semana que vem.

Em relação aos aparelhos dotados com a tecnologia, o cenário começa lentamente a mudar. Por enquanto a informação é que apenas 11 modelos com 4G estão homologados pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). Mas a tendência é que os fabricantes comecem, a partir de agora, a lançar smartphones compatíveis com tecnologia. Empresas como BlackBerry, LG, Samsung e Sony Mobile devem lançar novos modelos ainda este ano.

Ou seja, aos poucos, o 4G deverá se tornar uma realidade no país. Segundo o IDC em 2013 deverão ser vendidos 600 mil aparelhos equipados com a tecnologia. O número será 4 vezes maior que em relação à 2012, mas ainda é pequeno em comparação ao mundo todo, onde deverão ser vendidos 28 milhões de unidades compatíveis com o padrão 4G. Com a recente corte nos impostos dos smartphones divulgado pelo governo, a tendência é que mais modelos seja lançados e que os preços caiam (embora não tanto quanto se esperava).

Enfim, o Brasil se encaminha a passos lentos, mas firmes, em direção ao futuro. É claro que ainda há muito a ser feito e as operadoras devem correr para cumprir as metas estabelecidas pelo governo. Pelo menos nas cidades-sede da Copa do Mundo de 2014 o 4G deverá ser implantado plenamente e poderá ajudar a mudar a ideia do brasileiro de que tem a pior internet do mundo. Pelo menos é que eu espero.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *