Firefox OS – uma melhor solução para a descoberta de apps que existe no iOS e Android

Para que o Mozilla possa ter uma oportunidade de vingar num mercado móvel altamente competitivo, é vital que promova algum tipo de diferenciação. A Samsung duvida dessa capacidade e descartou no inicio deste ano qualquer interesse no Firefox OS. Mas ao contrário do que este e outros gigantes possam pensar, a Mozilla está a mostrar sinais de vida. A Mozilla mais uma vez surpreendeu ao demonstrar o quanto personalizável aos olhos dos seus usuários vai ser a loja do Firefox OS.

A Mozilla desvendou um conceito que pretende seguir para tornar a App Store do Firefox OS mais interessante. O Conceito é projectado em torno de uma nova funcionalidade denominada como a “feed”. Esta feed permite ao utilizador/usuário personalizar quais as apps (aplicativos) que aparecem na primeira página da sua app store. Esta personalização é baseada nos gostos de aplicativos individuais, grupos de aplicativos, ou uma página inteira de resultados de pesquisa, através de um simples toque num “coração”. Como resultado, a loja de aplicativos aprende as suas preferências e com o tempo os aplicativos que vai começar a ver vão estar mais de acordo com suas preferências.

Mozilla admite que nada está finalizado ainda, uma vez que continua a concentrar-se em testar a funcionalidade da sua App Store. A fundação está ainda a tentar encontrar uma maneira de garantir que os usuários não recebem as mesmas recomendações de aplicações todos os dias, e certificar-se que a descoberta de apps fora dos interesses mais relevantes seja mais difícil de acontecer. Na verdade, o anúncio relativo a este recurso no seu site sugere que a funcionalidade “feed” possa até se tornar um recurso opcional (opt-in). De qualquer forma não deixa de ser um conceito interessante e inovador no seu conjunto.

De seguida é apresentado Um vídeo relativo ao conceito da loja de aplicativos do Firefox OS:

Fonte: Mozilla

Artigo anteriorPróximo artigo
é formado em Engenharia Informática na Universidade de Coimbra, e tem como áreas de interesse tecnologias Web e Gadgets. Siga-o no Google +

1 Comentário

  1. Realmente, Rui. Você foi muito feliz ao escrever o artigo. Ingresso num mercado como o atual requer inovação, algo que desperte o interesse do usuário. E pelo menos na minha opinião, ela começa bem com esse recurso. E deve mesmo testar exaustivamente até chegar ao resultado ideal. Primeira notícia mais animadora que leio sobre o OS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *