Notícias

Microsoft anuncia que Steve Ballmer vai abandonar o cargo de CEO daqui a um ano.



Numa decisão surpreendente, a Microsoft acaba de anunciar que o CEO de longa data Steve Ballmer vai se aposentar nos próximos 12 meses. Ele vai ficar no comando da empresa até que uma comissão especial nomeie um novo CEO. O anúncio fez agitar os mercados e fazer com que as acções da Microsoft subissem cerca de 9%.

“Nunca é um momento perfeito para este tipo de transição, mas agora é o momento certo”, referiu Ballmer em comunicado de imprensa da empresa. “Nós embarcámos em uma nova estratégia com uma nova organização e temos uma equipe de liderança incrível. A minha opinião em relação ao “timing” original em que me iria aposentar teria de coincidir no ponto intermédio do processo de transformação da nossa empresa, em uma empresa vocacionada para dispositivos e serviços. Precisamos de um novo CEO que estará aqui a longo prazo para esta nova direcção.”

Em 11 de Julho, a Microsoft anunciou uma grande reorganização para se concentrar mais no hardware. Ballmer sinalizou esta mudança, após despedir o até altura responsável máximo do Windows Steve Sinofsky. Na época, ele disse que era “imperativo que continuemos a conduzir um alinhamento estratégico entre todas as equipes da Microsoft, e promover ciclos de desenvolvimento mais integrados e rápidos para as nossas ofertas.”

Em vez de separar a empresa em várias divisões (Windows, Office, entretenimento, on-line …), a Microsoft está agora dividida em funções para servir um único propósito (sistemas operativos/operacionais, dispositivos, aplicativos e serviços …), no fundo uma estrutura idêntica à da Apple.

É por isso que a notícia de hoje é ainda mais surpreendente após Ballmer ter finalmente conseguido uma grande mudança para a Microsoft. Aliás, esta decisão da Microsoft pode ter uma desvantagem, se o seu sucessor não gostar desta reorganização poderá ter que fazer mais mudanças e será portanto mais tempo perdido (algo que a empresa não tem).

Mesmo antes de se especular que Steve Ballmer iria se aposentar, vários comentadores discutiram possíveis nomes para um futuro CEO para a Microsoft. Apesar de ter sido demitido, Steven Sinofsky foi um dos mais poderosos executivos da Microsoft e muitos o viam como um sucessor Ballmer. Julie Larson-Green é outro candidato. Microsoft optou por anunciar que Ballmer está no está a abandonar o cargo máximo da Microsoft antes de nomear um novo substituto, o que pode indicar que sua saída pode vir mais cedo do que o esperado. Isto significa que a Microsoft ainda não tem uma ideia concreta de quem vai ser o substituo de Ballmer.

Steve Ballmer tornou-se CEO da Microsoft depois de Bill Gates, o co-fundador da empresa abandonar os destinos da empresa em janeiro de 2000. Desde então, a empresa tem registado sucesso em alguns produtos como o Windows XP ou o Xbox 360. Por outro lado, tem desenvolvido produtos controversos, como o Windows Vista, o Kin, o Zune e, mais recentemente, o surface RT. O Windows 8 também tem ficado aquém das expectativas.

Nos últimos 10 anos, o valor das acções da Microsoft praticamente estagnou, enquanto outras empresas como a Google, Apple ou Amazon subiram no mercado de ações. Talvez tenham sido os resultados a nível financeiro abaixo do esperado que anteciparam a reforma do actual CEO. O anúncio da partida de Steve Ballmer dos destinos da Microsoft provocaram aumento de 9 por cento nas acções da empresa.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *