hangout_trapalhada_01 Mobile

Opinião: Google Hangouts uma grande trapalhada da Google.



A Google decidiu unificar, em Maio deste ano, todos os seus recursos de mensagens instantâneas num só. A limpeza da Google no seu serviço de mensagens há muito tinha sido anunciada e Babble era o nome de código que parecia trazer muitas expectativas. Foi portanto em Maio deste ano que o mundo conheceu o Hangouts e depressa se percebeu que a Google estava a cometer um grande erro.

O Hangouts foi apresentado em Maio deste ano como uma solução “all-in-one” ou como um tudo em um. O “tudo em um”, não significou que a Google se aventurou no mercado de cosmética e o Hangouts era um novo Champô. O Hangouts é sim um produto final (ou talvez não) da estratégia para a unificação de Google Talk, Chat de Gmail, Google+ Messenger, e o seu mais directo parente o Google+ Hangouts.

Até parece uma boa ideia! Na teoria sim, confesso até que fiquei entusiasmado principalmente pelo facto de a Google finalmente ir fazer algo, em relação ao estado a que deixou chegar o Google Talk nos últimos anos. Mas ao longo da sua vida o Google Talk foi um produto bastante “marginalizado” pela Google. Ora vejamos, a versão do Google Talk para PC deixou de ser actualizada pouco antes da introdução do Windows Vista (2007) e já na altura começava a demonstrar o peso da idade e um certo aspecto ultrapassado. Afinal o “core” do negócio da Google é e sempre foi os serviços de internet e em termos mais abstractos a entidade que todos conhecemos como “cloud”. Por essa razão a Google estava mais preocupada em avançar mais propriamente com o Chat do Gmail (que na prática era um cliente web de Google Talk) do que propriamente com a versão de desktop. Foram portanto precisos 6 anos para que o Talk para Windows fosse descontinuado pela Google sucumbindo apenas agora à introdução do Hangout.

Nos anos que se seguiram, a Apple apresentou o iPhone e o iOS (na altura iPhoneOS). Passado um ano a Google tinha a resposta à Apple – o sistema operativo/operacional Android. De modo a atrair novos utilizadores para esta jovem e promissora plataforma, a Google percebeu que só o conseguia fazer de uma forma, isto é – integrar os seus serviços mais populares no Android. O Android prometia ser o paraíso para quem vivia apenas de soluções da Google. Além de aplicações de interacção com serviços Gmail e Google Calendar o Google Talk foi um dos primeiros serviços da Google que foi migrado do PC para a plataforma móvel.

Apesar de ter um aspecto básico, minimalista e o número de funcionalidades não era a sua especialidade, a realidade é que o Google Talk para Android funcionava de forma excepcional. Permitia envio de mensagens directas, smileys simples (ou risonhos) entre outros. E sobretudo tirava partido das notificações de push, o que significa que assim que recebia uma mensagem do seu amigo era logo alertado pelo sistema de notificações do Android. E como todos os meus amigos começava a ter uma conta de Gmail, o facto de se poder comunicar de forma directa com os eles era um verdadeiro “luxo”.

hangout_trapalhada_02b

Entretanto até sensivelmente à altura do lançamento do Android Ice Cream Sandwich (ICS), a história repetiu-se e a Google deixou praticamente ao abandono o Google Talk para Android como fez com a versão para Windows. No Android ICS houve a introdução de novidades para o Google Talk. A app recebeu um visual melhorado que se integrava com a interface Holo do Android, e um suporte para chamadas em vídeo conferência e chamadas por voz. Eram boas notícias tirando o facto de ser muito raro encontrar um Smartphone, em que a Vídeo Conferência funcionasse com uma velocidade aceitável, além da qualidade de imagem ficar muito aquém. Esta versão também podia realizar chamadas de voz, mas claramente não possuíam a qualidade necessária e eram normalmente portadoras de algum ruído.

Mas o grande problema é que esta actualização não trazia muitas novidades em relação ao que outros competidores da Google já ofereciam na Google Play. Por exemplo, o Google Talk não suportava chamadas de alta qualidade como o Viber, não suportava mensagens em grupo como o Groupme (que hoje faz parte da Skype), e sobretudo não permitia enviar imagens, vídeo e outros anexos para os seus contactos como as anteriores aplicações conseguiam.

Mas a notória apatia da Google em trazer novas e úteis funcionalidades para o Google Talk, abriu espaço a uma aplicação/aplicativo que actualmente regista 300 milhões de utilizadores activos – a WhatsApp. Afinal esta app fez desde há algum tempo, tudo aquilo que a Google não tinha feito até agora: enviar de forma perfeita mensagens entre grupos de contactos, trocar conteúdo multimédia (imagens, sons, vídeos), oferece um conjunto maior de smilies, etc… A única função que de facto não realizava eram as chamadas, uma omissão que os seus utilizadores eram tolerantes devido ao WhatsApp fazer o resto tão bem. O que me faz chegar ao erro estratégico da Google para o Hangouts.

Hangouts, um erro estratégico da Google

A Google ao ver a estagnação do Google Talk e a fragmentação de um conjunto de serviços, que forneciam basicamente a sua própria versão de mensagens instantâneas, decidiu integrá-los todos num único serviço denominado “Hangouts”. Além disso aproveitou para disponibilizar o Hangouts para Android, iOS e o browser Chrome. Esta decisão surgiu depois da Google ter esboçado uma tentativa de compra da WhatsApp. Por isso além de unificar os serviços de mensagens instantâneas estava forçada a competir neste mercado que esteve em tempos ao seu alcance.

hangout_trapalhada_02

Mas o grande erro surgiu no Android, onde a Google decidiu oferecer o Hangouts como uma actualização na Google Play para substituir o Google Talk, confiante que esta seria a melhor estratégia para todos os utilizadores do seu cliente de chat. É certo que a actualização tinha de ser manual, mas depois da publicidade que a nova aplicação teve nos media, o interesse despertou a que muitos (e eu de forma inclusive) experimentassem fazer a transição.

No meu caso, os problemas começaram logo na actualização do meu Samrtphone Android. Na prática quando tentei actualizar qual foi o meu espanto quando cheguei à conclusão que o Hangouts exigia a instalação do Google Play Services, que por sua vez ao instalar deu um erro de “Pacote inválido”. Já não bastava, para se proceder à instalação do Hangouts no meu smartphone Android ser preciso uma app supérflua e sem aparente utilidade para o utilizador/usuário (“Google Play Services”). Pior do que isso, agora que tinha actualizado para o Hangout não consegui reverter para o Google Talk. Isto significa que fiquei na prática sem Chat e com um valente app “mono” no meu Smartphone.

Mas decidi por curiosidade testar a nova versão num tablet, porque estava curioso em relação às novidades. Na prática a aplicação estava mais limpa, com um design agradável e cores sóbrias. Era possível agora trocar conteúdo multimédia entre mensagens de chat, chat em grupos e chamadas de vídeo. Aparentemente finalmente a Google parecia ter acertado, pelo menos até eu dar com um pormenor insólito.

Aparentemente a Google achou que definir o estado de um utilizador num chat ou era demasiado complicado ou era uma coisa do passado. Não consegui encontrar qualquer forma de definir o meu estado para Online, Ocupado, Ausente ou o que quer que fosse… absolutamente nada. Eu até podia compreender que a Google tivesse simplificado este aspecto em dois estados: “ou está ligado ou não está”! Mas o mais insólito foi reparar que os meus contactos também não tinham estado definido. Isto significa que não sabia se estavam online quando lhes enviava uma mensagem. Já não bastou o facto dos utilizadores da versão do Google Talk para Android não receberem actualizações durante algum tempo, como ainda por cima a Google em vez de actualizar o Talk com mais funcionalidades na prática tinha removido uma funcionalidade que já existia em meados de 1996 com programas como o iCQ.

Claramente a Google tentou no Hangouts copiar o WhatsApp, que da mesma forma não permite definir mensagens de estado. Contudo, o WhatsApp pretende ser um substituto das tradicionais SMS e não de um programa de mensagens instantâneas (ou Chat). Mas os problemas não acabavam por aqui, a velocidade/performance do Hangouts fica muito aquém do seu sucessor com a desvantagem do peso adicional ter um impacto bastante negativo na autonomia. Mas estarei a ser pouco tolerante? Vejamos então o que os outros utilizadores do Hangouts pensam.

A insatisfação dos utilizadores em números

Uma das formas de avaliar o nível de satisfação de uma app é o número de estrelas que os utilizadores que testaram uma aplicação deixam na página de download de aplicação. Por essa razão, fui analisar qual era a distribuição de estrelas do Hangouts e os resultados quase que dispensam quaisquer palavras.

hangout_trapalhada_03

O hangouts possui uma classificação média de 3,3 estrelas um valor bastante abaixo ao que normalmente é conseguido por outras aplicações da Google. Para servir como termo de comparação o Google Maps para android tem uma média de 4.3 estrelas, o YouTube tem uma média de 4 estrelas e o Gmail tem uma média de 4.3. Mas por detrás da média existem valores absolutamente preocupantes para a Google. O Hangouts tem até à data 63.614 classificações de 5 estrelas mas possui também 46.659 classificações de 1 estrela. Existem ainda 10.997 casos em que os utilizadores não ficaram muito mais satisfeitos e deram 2 estrelas. Mas, como é que isto se traduz em termos de percentagens?

hangout_trapalhada_04

A percentagem de utilizadores que atribuíram 1 e 2 estrelas ao hangout situa-se nos 37% um valor bastante penalizador para os Hangouts. De forma oposta apenas 53% dos utilizadores ficaram satisfeitos ou muito satisfeitos com o substituto do Google Talk. Embora seja mais que metade, está muito longe do nível de satisfação das restantes aplicações da Google. Aproveitei portanto para calcular as mesmas percentagens para as aplicações Gmail, Maps e Youtube da Google. Os dados tornam-se ainda mais esclarecedores e são apresentados na tabela seguinte

hangout_trapalhada_05

Como se pode ver na tabela da figura anterior, em nenhuma das aplicações a percentagem relativa a 1 estrela ultrapassou os 13%. O que significa que no universo de pessoas que votaram no Hangouts, a percentagem de utilizadores que deram uma estrela, é mais do dobro da aplicação mais penalizada das três anteriores (YouTube). De modo oposto, a quantidade de utilizadores que ficaram muito satisfeitos nas anteriores aplicações (optando por atribuir 5 estrelas) não fica abaixo dos 60%, enquanto no Hangouts é apenas de 40% (um valor claramente negativo).

O que pensam os utilizadores do Hangouts?

Basta ver as últimas críticas dos utilizadores para perceber a insatisfação geral em relação ao Hangouts. Existem no geral na Google Play comentários bastante exaltados de usuários insatisfeitos. Deixo de seguida alguns exemplos de comentários, que de entre os restantes, me pareceram mais politicamente correctos:

nuno ferreira
Título: Sinalizador de contacto online
Ben para começar deixem dizer q o google talk funcionava muito bem a equipa q anda a desenvolver este hang outros deve andar a comer muita banana. Onde está o sinalizador que indica se o contacto está online pra isto tenho o gmail preciso q me indique quando os meus amigos estão online não mandar mensagens pra um contacto que esta desligado e ficar a espera de resposta. Meu conselho pra vocês Hang outros team e comam mais bananas pra fazerem programas mais abananados

André Santos
Título: Lixo de app
Lixo de App. Merecia pelo menos duas estrelas pela vídeo chamada mas perdeu quando a visualização dos contatos simplesmente não existe! Mostra minha agenda telefônica sendo que o importante seria mostrar meus contatos do Google. Não mostra quem está online direito, a maneira que mostra eh péssima e duvido que alguém entenda… As mensagens são recebidas sempre com atraso, ou recebo tudo de uma vez quando nem precisava mais ler as msgs. Lixo! Nem parece que eh da Google.

Cristiano Panazio
Título: Sem status online:
imperdoável! (no online status: deal breaker!!) A ideia de unificar tudo (chat, video, audio conferência) num único app é uma boa e o visual é bom, mas não ter o status (online/offline) da pessoa é imperdoável. Muitas vezes queremos uma resposta rápida. Se for para esperar, manda-se um email. Em suma, não desinstale o gtalk! It is a good idea to unify everything in one app, but the absence of the status (online/offline) of the person is unbearable. C’mon Google, listen to the people and add this feature to your app!

William O

Título: Só dá pau!
Eu havia achado que os comentários eram exagerados. … Só dá pau! Consome bateria demais! !!! Skype usando vídeo consome menos que esse hangout só no chat! ! Eh claro tirando o fato de não te como saber se alguém está on line. A pior parte eh q isso eh empurrado p você. Se pudesse dava -1

Conclusão

A disponibilização de um produto incompleto como o Hangouts é um dos maiores erros dos últimos tempos da Google. Além de passar a imagem de estar a oferecer aos seus leitores um produto inacabado, afecta a imagem de competência no desenvolvimento de aplicações para Android. É um pouco irónico que a própria Google falhe no desenvolvimento de aplicações para a sua própria plataforma. Não é nada que já não tivesse acontecido em aplicações para iPhone. Mas é surpreendente que tal aconteça no Android.

Depois da minha opinião extensa sobre o hangouts, sinceramente espero que o Hangouts evolua e se torne num produto mais estável e que principalmente restaure o indicador de actividade pessoal e dos contactos. Só assim poderá recuperar a confiança dos anteriores utilizadores do Google Talk. E como sabemos, a confiança por vezes é algo difícil de reconquistar nestes casos.


4 Comentários on Opinião: Google Hangouts uma grande trapalhada da Google.

  1. O Google Hangouts ainda tem um grande caminho a percorrer.. mas tem tudo para se tornar a melhor aplicação/programa de mensagens instantâneas e vídeo chamada do mercado. É bastante claro que a grande maioria das revisões de uma estrela são de utilizadores do Brasil, pois devido a um gigante erro da Google (falta de uniformidade nas actualizações) a versão disponível no Brasil tem imensos bugs..

    Já onde resido, no UK, desde a primeira/segunda actualização que funciona 5 estrelas.. deixando de utilizar o whatsapp muito rapidamente.

    Concordo com o Ismael quando se fala de lista de contactos (offline / online).. essa é uma funcionalidade que me parece ser indispensável num tipo de aplicação como o Hangouts.

  2. Rafael Felix

    Excelente matéria!
    Cara concordo com absolutamente tudo o que você escreveu. O hangouts é muito ruim e o fato se não mostrar os contatos online deixa tudo muito confuso.

  3. Concordo que faz falta duas coisas do Google Talk: lista de contactos (online [verde], ausente+ocupado [vermelho] e offline [cinzento]), bem como a barra de status onde poderia ser exibida uma vista prévia da nossa última atividade do G+ ou a nossa última frase digitada, sendo sempre a última a ser exibida.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>