Mobile

Smartwatch da Samsung apresentado no início de Setembro



O smartwatch da Samsung deverá ser apresentado a 4 de Setembro, dois dias antes do início da IFA Consumers Eletronics Show em Berlim. Este lançamento está a ser entendido como uma jogada de antecipação para retirar protagonismo ao evento da Apple.

Com efeito, a Apple deverá lançar o seu novo iPhone a 10 de Setembro. Com o lançamento do smartwatch, a Samsung antecipa-se assim à empresa de Cupertino, anunciando um produto sobre o qual têm surgido muitas especulações nos últimos meses.

De acordo com o Bloomberg, o relógio inteligente da marca coreana não deverá ter ainda ecrã/tela flexível mas terá funcionalidades como fazer chamadas telefónicas, surfar na web e trabalhar com emails.

O smartwatch da Samsung deverá chamar-se Galaxy Gear, adotando o nome dos produtos de topo da marca coreana. Este nome é também um sinal aos consumidores, uma vez que os analistas acreditam que o novo smartwtch deverá funcionar mais como um gadget complementar dos fablet. Aliás, não é coincidência que a sua apresentação ocorra em simultâneo com o lançamento do novo Galaxy Note 3.

A complementaridade do Galaxy Gear com os fablet é uma boa notícia para os consumidores que assim têm à disposição um gadget que lhes permita fazer as mais básicas funções sem retirar os grandes dispositivos do bolso, deixando os aparelhos entre o smartphone e o tablet para quando estão parados.

Os smartwatchs estão na mira de todos os principais fabricantes, com relatos consistentes de que a par da Samsung também a Apple, a Sony e a Google estão a trabalhar no desenvolvimento deste tipo de produtos. Daí que quem chegue primeiro ao mercado possa marcar a diferença.

Com o lançamento do Galaxy Gear a 4 de Setembro, a Samsung coloca-se assim na linha da frente e em simultâneo retira impacto ao anúncio da Apple apenas 6 dias depois. Se o aparelho a apresentar pela marca sul-coreana tiver o design e as especificações técnicas para criar um impacto forte junto dos media e dos consumidores, um novo iPhone não será visto como um produto apetecível, principalmente se a Apple optar por um upgrade do seu iPhone 5 em vez do lançamento de um produto de nova geração.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *