contacless Notícias

Tecnologia Contacless chega a Portugal


A tecnologia Contactless está já em testes em 28 pontos de venda em Portugal e será expandida a todo o país permitindo o pagamento de contas até 20 euros sem a necessidade de inserir os cartões de débito/crédito nos terminais e conseguindo assim diminuir o tempo de pagamento dos atuais 15 para três segundos.


A Redunicre anunciou a chegada a tecnologia Contactless a Portugal. Sem a necessidade de introduzir os cartões nos terminais de pagamento, esta tecnologia torna mais eficazes os pagamentos com cartões e não implica custos acrescidos nem para os logistas nem para os consumidores. De acordo com um comunicado da empresa, depois do período de teste que decorrerá durante todo o mês de Agosto a tecnologia será expandida a todo o país.

Para que seja possível pagar apenas aproximando o cartão do terminal, é necessário que ambos sejam de nova geração. Os cartões preparados para este tipo de pagamento terão um símbolo de conexão wireless e já estão a ser emitidos. Atualmente há já 1,872 milhões de cartões emitidos e a Redunicre prevê que esse número ascenda aos 2,3 milhões até ao final de 2013.

O pagamento até 20 euros não necessita da inserção do pin mas é possível fazer pagamentos de montantes mais elevados só com a aproximação do cartão ao terminal mas terminando a operação com a inserção do código correspondente.

“Entre as principais vantagens apontadas a esta nova tecnologia estão a velocidade e a conveniência no pagamento das compras, já que basta que o titular do cartão aproxime o seu cartão do leitor. A necessidade de aproximar o cartão do TPA a uma distância de pelo menos quatro centímetros, evita que ocorram pagamentos acidentais, uma vez que só a esta distância a transação será reconhecida. Assim, é possível ao utilizador desta forma de pagamento evitar a necessidade de ter consigo moedas, estando sempre salvaguardada a realização de pequenas compras de forma prática em lojas de conveniência, restaurantes, farmácias, tabacarias, livrarias, lavandarias, etc.”, lê-se no comunicado.

Veja como funciona:


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *