Redes sociais

Usar o facebook faz com que fique mais triste



É claro que o facebook pode fazer com que você se sinta o mais amado e aquele que tem todos os amigos no mundo, mas em alguns dias também pode fazer com que sinta que o Mundo lhe virou as costas… Pelo menos é o que novo estudo parece sugerir.

De acordo com um novo estudo que acaba de ser publicado na Public Library of Science, cujos autores são um conjunto de investigadores da Universidade de Michigan, quanto mais você utiliza o facebook, maior é a probabilidade de ser infeliz.

Segundo Ethan Kross, um professor assistente de psicologia da Universidade de Michigan e co-autor deste estudo, “o uso diário do Facebook leva a quedas no bem-estar subjectivo, tanto o quão feliz você se sente a cada momento e como você se sente satisfeito com a sua vida”

Kross e outros investigadores analisaram ao longo de duas semanas o humor e os hábitos de 82 jovens adultos que eram utilizadores activos do Facebook via smartphone e cuja média de idade se situava na casa dos 20. Ele começou por enviar uma mensagem a cada participante, cinco vezes por dia, em intervalos aleatórios, e um feedback sobre seus sentimentos, preocupações, solidão e interacções da vida real com outras pessoas. Descobriram assim que os utilizadores do Facebook foram os mais conectados pelos seus amigos e conhecidos do que aqueles que não estão na mesma rede social, mas quanto mais utilizavam o facebook, pior se sintam.

Além disso durante essas duas semanas, quanto mais utilizavam o facebook, menos satisfeitos e felizes estavam relativamente às suas próprias vidas como um todo.  Curiosamente é o chamado “efeito Facebook”.  Kross,  descreve que este efeito não está relacionado com o humor de base ou solidão. “Não é o caso de pessoas que utilizam o Facebook quando se sentem mal “, diz ele. ““É algo único sobre a utilização do Facebook que está a fazer que as pessoas se sentam pior.”

Embora o estudo tivesse apenas  82 participantes dos mais de um bilhão (mil milhões) de utilizadores do Facebook, e dependesse apenas de relatos que foram realizados via mensagens de texto, esta descoberta já não é exactamente nova.

Outros estudos independentes realizados por investigadores de diferente universidades (Universidade de Utah Valley, Universidade Western Illinois – todas nos Estados Unidos -, Universidade de Gotemburgo – na Suécia) parecem confirmar estes resultados. As pessoas preocupam-se muito com as suas vidas digitais, com os amigos que possuem e até com as interacções que realizam. Contudo, quando se deparam com o que realmente vêem (com a realidade), sentem uma diminuição na auto-estima.  Pode-se dizer que os efeitos do facebook são muito idênticos a uma droga. Dá uma ilusão desfasada do que realmente acontece na realidade.

Realmente no Mundo Virtual torna-se muito fácil imaginar que se tem muitos amigos, mais dinheiro e uma vida emocionante, do que de facto acontece na vida real. Por isso, dedique mais tempo a sair com os seus amigos, conviver, fazer o que mais gosta, que com certeza irá ser muito mais benéfico para si e a sua auto-estima agradece-lhe.

Facebook sim, mas com muita moderação.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *