SpiderFab Ciência

Satélites e naves espaciais construídos em órbita



A Nasa está a apostar num novo conceito de construção de satélites e naves espaciais. o SpiderFab é o novo projeto acarinhado pela agência espacial norte-americana e pretende conseguir a construção de engenhos espaciais em órbita.

O paradigma vai ser mudado. Desde o início da era espacial, todos os veículos – satélites, telescópios, naves – eram construídos em terra, em instalações de ponta, e apenas depois lançados para o espaço. Daqui a uns anos é capaz de já não ser assim, e tudo porque a NASA apostou na tecnologia que está a ser desenvolvida por uma empresa norte-americana.

A Tethers Unlimited – TUI – propõe-se criar o SpiderFab, um veículo desenhado para construir satélites e naves espaciais fora da atmosfera da terra e recebeu agora 500.000 dólares da agência espacial norte-americana para o desenvolvimento do projeto.

De acordo com a empresa, “A arquitectura SpiderFab adapta técnicas de produção de aditivos tais como a impressão 3D e tecnologias de montagem robóticos para ativar os sistemas espaciais para fabricar e integrar grandes componentes, como antenas, painéis solares,mastros de sensores, e mortalhas em órbita.

Atualmente, os componentes de grandes naves espaciais são construídos sobre o solo, e são projetados para dobrar para caber dentro de um foguetão contentor e implantar em órbita. Esta abordagem é muito cara, e o tamanho desses componentes é limitada pelo volume dos contentores disponíveis”.

“A fabricação em órbita permite que o material para estes componentes críticos possa ser lançado em uma forma muito compacta e durável, tais como bobinas de fibra ou blocos de polímero, para que eles possam caber num veículo de lançamento mais barato e menor.”, dDisse Rob Hoyt, CEO da TUI e cientista-chefe. “Uma vez em órbita, o sistema de fabricação robótico SpiderFab irá processar o material para criar extremamente grandes estruturas que são otimizadas para o ambiente espacial. Esta abordagem radicalmente diferente para a construção de sistemas espaciais permitirá criar antenas e matrizes que são dezenas ou centenas de vezes maiores do que o que é possível agora, proporcionando maior potência, maior largura de banda, maior resolução e maior sensibilidade para uma ampla gama de espaço”.


1 comentário em Satélites e naves espaciais construídos em órbita

  1. Pois esse é o caminho do futuro… em breve vamos poder imprimir a nossa casa…
    the venus project tem muita informação sobre isso 🙂

    ja agora pesquisem por phonebloks vale a pena 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *