smartphones Mobile, Notícias

Smartphones ultrapassam telefones tradicionais em Portugal



A venda de smartphones ultrapassou pela primeira vez a dos telefones normais em Portugal. A conclusão é da consultora IDC, que conclui que 55 por cento do mercado mobile já está na posse dos smartphones. E a tendência é para aumentar.

Os consumidores portugueses estão a comprar menos telemóveis/celulares, mas o número de smartphones vendidos tem crescido e pela primeira vez a sua venda ultrapassou a dos telefones tradicionais no segundo trimestre deste ano. Venderam-se menos 3,3 por cento de telefones portáteis em Portugal no segundo trimestre deste ano quando comparado com igual período do ano passado.

Mas mesmo assim, foram comprados neste país 1,044 milhões de dispositivos; um número que impressiona quando se sabe que a população residente em Portugal é de 10,5 milhões de habitantes – de acordo com o Census de 2011. Ou seja, em cada 10 portugueses, um comprou um dispositivo no segundo trimestre de 2013.

O segmento dos smartphones cresceu 25 por cento relativamente ao ano passado graças à aposta dos fabricantes em produtos de baixo custo. Do total dos smartphones, a fatia de gigante é ocupada sem surpresa pelos dispositivos equipados com sistema operativo/operacional Android. Os smartphones Android têm em Portugal uma quota de mercado de 84 por cento do total de smarphones vendidos.

A tendência é para que os smartphones se imponham cada vez mais, deixando os telefones tradicionais com uma quota puramente residual.

Em comunicado, Francisco Jerónimo, diretor europeu de investigação da área de telefones móveis da IDC, afirma: “Apesar de o mercado de telemóveis português continuar em queda, o forte crescimento dos ‘smartphones’ é um facto importante a destacar. Pela primeira vez as vendas de ‘smartphones’ ultrapassaram as vendas de telefones tradicionais. Esta tendência continuará a acentuar-se nos próximos trimestres, uma vez que a aposta dos fabricantes continuará a ser em telefones a preços baixos, com o sistema operativo Android, mas com uma superior experiência de utilização”.

 


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *