Mobile

iPhone 5C é um flop para a Apple que reduz encomendas


[pub]A Apple terá reduzido as encomendas do iPhone 5C em cerca de 30 por cento, avança o Wall Street Journal, confirmando-se assim aquilo que os analistas já tinham dito. O iPhone 5C é um flop e as suas vendas estão muito abaixo das expectativas da marca.

De acordo com a publicação, a Apple reduziu as encomendas do iPhone 5C em 30 por cento à Hon Hai Precision, uma das fabricantes chinesas do aparelho, depois dos resultados francamente desanimadores das vendas da versão C do seu smartphone e que já levaram algumas das grandes lojas norte-americanas a oferecerem descontos aos clientes para optarem por este modelo.

É que os consumidores preferem dar mais cem dólares pelo novo topo da gama da marca da maçã. O iPhone 5S continua com números muito interessantes de vendas, ultrapassando em mais do dobro o do seu companheiro de gama mais baixa.

De acordo com a firma Intelligence Research Partner, as vendas do iPhone 5C representam apenas 29 por cento do total de dispositivos vendidos pela Apple, enquanto o iPhone 5C consegue números da ordem dos 64 por cento. A perfomance do 5C é ainda mais preocupante para os executivos de Cupertino se tivermos em conta que 9 por cento daqueles que compram smartphones da marca optar ainda pelo 4S.

Como pano de fundo para este insucesso está a estratégia seguida pela Apple que deixou avolumarem-se os rumores de que estaria a produzir um smartphone de baixo custo dirigido aos países emergentes. Só que no dia da apresentação, Tim Cook revelou ao mundo um aparelho que estava longe de ser de baixo custo. O 5C não tem argumentos para se bater com o novo topo de gama 5S que custa apenas mais cem dólares e não tem um preço suficientemente competitivo face aos vários dispositivos Android e mesmo Windows Phone com o mesmo tipo de caraterísticas.

Pelo contrário, o iPhone 5S é um êxito de vendas e para isso muito contribuiu o lançamento de um modelo dourado que tem esgotado à escala global, o que levou já a Apple a aumentar a sua produção.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *