Notícias

Microsoft investe 2 milhões em Portugal


A Microsoft anunciou a criação de um centro de suporte internacional em Portugal, especializado em tecnologias cloud, num investimento de dois milhões de euros. O novo centro funcionará na sede portuguesa da empresa, no Parque das Nações, e implicará a contratação de 25 pessoas.

O Centro de Suporte Internacional a clientes empresariais é um serviço de segunda linha, altamente especializado, que acolhe pedidos de apoio a cuja resolução não tiver sido possível no atendimento de primeira linha e ganhará relevância à medida que cada vez mais empresas optem pelo Microsoft Office 365. O serviço funcionará numa primeira etapa com 25 especialistas – cujo processo de contratação deverá estar finalizado em janeiro – e prestará apoio a clientes empresariais de toda a Europa, África e Médio Oriente.

O anúncio agora oficializado surge apenas dois meses depois de a Microsoft ter decido deslocalizar para o Brasil e para a Grécia os serviços de suporte a clientes que eram assegurados pela empresa Sitel, o que levou ao despedimento colectivo de 120 pessoas.

João Couto, director-geral da Microsoft Portugal, afirma que “a nossa estratégia para Portugal passa por ampliar a capacidade e especialização do Centro de Suporte da Microsoft num serviço de suporte altamente sofisticado e exigente e por isso gerador de maior valor”. Para o gestor, “no mercado empresarial, os serviços técnicos são mais exigentes e por isso é aqui que está a nossa grande aposta, pois é onde Portugal consegue provar a sua vantagem competitiva, porque aliamos com mestria a qualidade dos recursos e do serviço prestado, com custos controlados. A vinda para Portugal da capacidade de suporte internacional a uma das mais modernas tecnologias da Microsoft como o Office 365, que apresenta um dos mais altos potenciais de crescimento a curto prazo, é a prova do reconhecimento da capacidade dos técnicos portugueses e é um passo firme no caminho que a Microsoft Portugal está a traçar de afirmar o País como um centro de nearshore maioritariamente para a Europa e África (sobretudo Norte de África e Países de Expressão Portuguesa)”.

Sobre a integração de outras capacidades de suporte internacional no Centro Microsoft, João Couto afirma que “a integração das equipas de suporte na organização Global Business Support (GBS) permite à Microsoft proporcionar aos clientes uma experiência de suporte unificada e diferenciadora através de uma visão completa da realidade do cliente e de uma força de trabalho altamente especializada e adaptável às necessidades”.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *