cibercrime Segurança

LinkedIn abre processo contra criadores de contas falsas



Preocupado com a segurança de seus usuários, o LinkedIn (rede social voltada ao mundo business) fecha o cerco para criminosos virtuais: além do cancelamento de contas falsas, a rede social abriu um processo contra utilizadores (usuários) suspeitos.

O que aconteceu?

Segundo o LinkedIn, alguns criminosos estavam utilizado o site de forma indevida e criminosa. Eles criavam contas falsas e, através delas, distribuíam vírus entre os usuários. O principal método utilizado foi o “scraping”, que roubava informações contidas noo perfis legítimos. Ainda segundo a empresa, essa ação não prejudicou apenas os usuários, mas também a própria companhia que teve sua integridade e eficiência afetadas. Não se fala na quantidade de profiles deletados, mas sabe-se que 10 pessoas foram formalmente acusadas pelos crimes acima mencionados.

cibercrime-rede-social-linkedin

O alerta

Em novembro, a Bitdefender alertou sobre perfis falsos no LinkedIn, que coletam dados pessoais e ainda direcionavam usuários a sites maliciosos. Em suas investigações pelo site, o AV detectou vários vírus disfarçados de campanhas atraentes e chamativas, um golpe muito comum, mas que ainda engana milhares de usuários ao redor do mundo. Afinal de contas, nem sempre o “desconfiômetro” é suficiente, principalmente quando se está dentro de um site confiável, como o do LinkedIn. Por isso, comprar um antivírus de qualidade, mais do que nunca, se mostra indispensável.

comprar um antivírus de qualidade, mais do que nunca, se mostra indispensável.

Sobre o LinkedIn

No ano passado o LinkedIn passou dos 200 milhões de usuários, tornando-se a terceira maior rede social da atualidade, ficando atrás apenas do Facebook e Google+, ultrapassando ainda o Twitter.

Com sua popularização é certo pensar que as chances de ataques também aumentam, assim como em qualquer outra rede social. Mas, a atitude das últimas semanas demonstrou que a empresa não está disposta a tolerar golpes em seu sistema, e vai manter vigilância severa para evitar que novas invasões ocorram.

Crédito das imagens: Free Digital Photos

Este artigo foi criado pela equipe Bitdefender Antivírus para uso exclusivo do blog TecheNet


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *