Menina Digital

Liberdade: questão de tempo, não de temperatura.


E naquela tarde chuvosa, sentia-se aprisionada em seu próprio castelo. Contabilizava gostas de chuva quando o desejo de contar passos e sorrisos pelas ruas era chama que consumia lentamente o coração da Menina.
Respirou fundo.
Resmungou uns desaforos.
Reclamou da falta de sol nos seus dias.
Resignou-se [momentaneamente].
Aninhou o seu corpo debaixo das cobertas.
Aqueceu a alma.
Aquietou o peito.
Só por hoje, apreciaria as tantas gotas de chuva que lá fora caíam. Era feliz pela clausura imposta. Era feliz porque sabia que a liberdade é uma questão de tempo e não de temperatura.

CAssis, a Menina Digital

LEIA TAMBÉM:


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *