Redes sociais

Pinterest: o “queridinho” entre as mulheres!


Criado em 2010, o Pinterest tornou-se rapidamente uma rede social popular, tendo alguns especialistas do setor a defender que esta nova ferramenta do marketing digital mudaria a forma como comunicamos. A verdade é que a plataforma já conta com uma base de utilizadores cada vez maior, em constante crescimento e fundamentalmente feminina. O que nos leva a seguinte questão:

Por que as mulheres gostam tanto do Pinterest?

Segundo pesquisa realizada recentemente pelo Pew Research Center, 21% dos adultos norte-americanos com acesso à internet são utilizadores do Pinterest, sendo que entre o público feminino, a percentagem alcança os 33%. Vale ressaltar que a predominância feminina, que já uma característica de grande relevância, não é de agora: em 2012, estimava-se que cerca de 97% do público presente na rede social seria composto por mulheres.

Outro grande potencial revelado pelo Pinterest pode reside no quesito “marketing”. Isso por que, de acordo com análises realizadas há dois anos, as recomendações consideradas “confiáveis” por 80% das utilizadoras, tinham um peso superior às do Facebook, com contava apenas com 67% de aceitação por parte do mesmo público.

A supremacia feminina mantém-se e deverá acentuar-se. (foto: reprodução internet)

Pinterest: estudos indicam que a supremacia feminina não apenas mantém-se, como também deve acentuar-se.

O estudo indica, ainda, que a supremacia feminina no Pinterest não apenas mantém-se, como também deve acentuar-se. Para se ter uma ideia, 80% das mulheres que abriram conta nesta plataforma mantêm-se ativas, enquanto que entre o público masculino a presença tem vindo a cair de forma constante.

Especialistas garantem que a grande popularidade da rede social entre as mulheres prende-se a aspectos como design, cores e tipografia (predominantemente femininas), além da existência de um “carácter de positividade”, o que rapidamente cai nas graças do público feminino. Além disso, o tipo de conteúdo mais comum na rede social tende a estar relacionado a mercados mais populares entre as mulheres – como moda, casamentos, artesanato, entre outros.

ATENÇÃO: pode haver uma razão científica e neurológica que explique a preferência das mulheres pelo Pinterest!

De acordo com estudo publicado pela consultora de e-commerce Zoovy, o cérebro masculino recebe uma descarga de dopamina (um dos “hormônios da felicidade”) apenas ao finalizar uma tarefa, devido ao seu “passado ancestral de caçador”. Em contrapartida, as mulheres recebem várias descargas durante todo o processo de execução de uma tarefa.

Trocando em miúdos: o Twitter e o Facebook, por exemplo, ao permitir o desempenho de ações de rápida e de finita conclusão (como as publicações ou os likes), são preferidos pelos homens; ao contrário do Pinterest, que pressupõe tarefas de longa execução (como a criação de álbuns), assumindo-se como uma rede social para “recoletores” e não para “caçadores”.

Via Liga.teàMedia


2 comentários em Pinterest: o “queridinho” entre as mulheres!

  1. Hans

    Sou um usuário masculino e já reparei que a maior parte do conteúdo é mesmo para mulheres, mas discordo que design, cores e tipografia sejam aspectos femininos. Se isso fosse verdade, haveria mais mulheres na área de design gráfico (o que verifico é exatamente o contrário).

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *