Rivalidade entre gigantes da tecnológico sempre foi muito evidente Notícias

WWDC 2014 reacende rivalidade entre Google, Apple e WhatsApp


A WWDC 2014, maior conferência para desenvolvedores realizada pela Apple, teve início nesta segunda-feira (02) com o anúncio de diversas novidades em software, que incluem as novas versões dos sistemas operacionais iOS e OS X. No entanto, o evento não serviu apenas para apresentar os avanços tecnológios alcançados pela companhia, mas também para reacender a rivalidade entre três empresas do ramo: o Google, a Apple e o WhatsApp.

O primeiro a iniciar a onda de hostilidades foi Tim Cook, CEO da Apple. Durante o evento realizado em São Francisco, na Califórnia, Cook aproveitou para criticar a vulnerabilidade do Android, informando que o software desenvolvido pelo Google concentra 99% dos malwares para dispositivos móveis. E foi além, afirmou ainda que 89% dos usuários de iPhones e iPads rodam a última versão do iOS, enquanto que no Android a proporção é de apenas 9%.

Se a intenção da Apple era incomodar a gigante das buscas, o que tudo indica é que a companhia de Cupertino acabou errando o alvo. Além do Google não se manifestar sobre as críticas, uma outra empresa parece não ter ficado satisfeita com os anúncios realizados na apresentação desta segunda. Em um tom irônico, Jan Koum, cofundador e CEO do WhatsApp, condenou a Apple por ter incorporado recursos do seu mensageiro na nova versão do iOS.

Em seu perfil pessoal no Twitter, Koum publicou a frase “muito honrado em ver a Apple ‘pegar emprestado’ numerosos recursos do WhatsApp para o seu iMessage do iOS 8 #inovação”. A alfinetada refere-se a atualização do serviço de mensagens do iOS 8, que passou a permitir a criação de grupos de conversação, o envio de mensagens de voz, o compartilhamento de fotos e vídeos, além de outras ferramentas já presentes no WhatsApp.

 A rivalidade entre empresas do ramo tecnológico sempre foi muito evidente. Samsung e Apple vivem em guerra judicial por causa de patentes. Apple e Google regularmente comparam os seus sistemas operacioanais com o objetivo de depreciar o software do seu concorrente. Toda essa hostilidade se estende ainda aos seus usuários, que muitas das vezes discutem agressivamente na internet. Agora, o WhatsApp aparentemente entrou nesta briga de egos.

A expectativa, no entanto, é que essa concorrência seja traduzida em grandes lançamentos em hardware e software. No final deste mês, inclusive, o Google realizará o Google I/O, sua conferência anual voltada para o desenvolvimento de aplicações para os seus sistemas operacionais, especialmente o Android. A esperança é que a companhia aproveite o momento para responder as críticas levantas por Cook através do anúncio de uma série de novidades, como uma nova versão do Android ou ainda o projeto Android Silver.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *