Internet

SEGURANÇA: 10 passos para ter uma senha forte


Navegar com segurança na internet sem que a sua conta seja invadida é uma tarefa que merece total atenção. É verdade que muitas são as formas de se manter seguro na web. Uma delas é a escolha uma de boa senha, o que reduz consideravelmente as chances de se tornar vítima de cibercrimes.

Abaixo, dez passos simples para criar e manter uma senha forte:

1. Escolha senhas de fácil memorização

Ao escolher uma senha fácil de memorizar, o utilizador evita ter que anotá-la em papéis ou arquivos que, eventualmente, podem chegar às mãos das pessoas erradas.

2. Não utilize palavras reais

Se a palavra consta no dicionário, isso pode facilitar o trabalho de hackers. Ou seja, para dificultar acessos não autorizados, utilize frases ao invés de substantivos.

3.  Combine letras maiúsculas, minúsculas, números e caracteres não alfanuméricos

Com a inserção desses itens numa senha, cibercriminos e internautas mal intencionados serão mantidos longe.

4.  Não recicle senhas

Por exemplo: não use “suasenha1”, “suasenha2”, “suasenha3″… e assim por diante. Ao modificar apenas um caractere em plataformas distintas, o utilizador corre o risco de facilitar o acesso de cibercriminos a outros serviços.

5. Não utilize a mesma senha para contas diferentes

Caso o pior aconteça e um cibercriminoso consiga o acesso a uma das contas, o utilizador perde a segurança das demais suas contas, visto que a senha é a mesma.

6. Não use senhas óbvias

Nada de escolher nomes de pessoas da família (como filho, marido ou, até mesmo, do animal de estimação). Isso porque, ao investigar minimamente as páginas nas redes sociais, esses nomes são facilmente descobertos.

7. Não compartilhe sua senha

Não compartilhar informações pessoais é regra obrigatória para garantir a segurança na web, especialmente senhas que dão acesso à plataformas com tais informações.

8. Caso algum site envie um e-mail para confirmação de uma nova senha, inicie uma nova sessão na página e altere a senha imediatamente

Este procedimento evita possíveis fraudes. Afinal, ao abrir links suspeitos, o utilizador pode eventualmente fornecer informações pessoais sem se dar conta.

9. Certifique-se de que o software de segurança da internet bloqueia as intenções dos cibercriminosos de interceptar ou roubar senhas

Diversos ataques podem ser evitados ao ativar serviços básicos de proteção na internet dos antivírus.

10.  Caso ache difícil memorizar diversas senhas complexas, considere a instalação de um gerenciador de senhas

Há diversos softwares disponíveis para download gratuito capazes de armazenar os dados de maneira segura, o que facilita a vida dos mais “esquecidos”.

Via Olhar Digital


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *