BSH passa a ser detida por complete pelo Grupo Bosch Negócios

Bosch adquire ações da Siemens na BSH Bosch Siemens Hausgeräte GmbH



A Bosch e a Siemens chegaram ontem a um acordo para a aquisição 50 por cento de participação da Siemens na joint venture BSH Bosch und Siemens Hausgeräte GmbH (BSH) por parte da Robert Bosch GmbH. A transação foi aprovada pelo Conselho de Administração e Conselho de Supervisão da Bosch e pelo Conselho de Administração e Conselho de Supervisão da Siemens. O preço de compra será de 3 mil milhões de euros. Para além disso, a Siemens e a Bosch vão receber da BSHuma distribuição adicional de 250 milhões de euros antes de a transação estar concluída.

A transação, que ainda precisa da aprovação das entidades reguladoras, estará provavelmente concluída no primeiro semestre de 2015. Nessa altura, a BSH passará a ser uma subsidiária integral do Grupo Bosch. De acordo com os termos do acordo, a BSH está autorizada a produzir e comercializar eletrodomésticos com a marca Siemens a longo prazo.

“A BSH tem sido uma empresa bem-sucedida e rentável ao longo dos anos. Estrategicamente e tecnologicamente, é uma combinação perfeita para o Grupo Bosch”, disse o Dr. Volkmar Denner, Presidente do Conselho de Administração da Robert Bosch GmbH. Tal como o Grupo Bosch, a BSH persegue, a longo prazo, uma estratégia orientada para a inovação, está bem posicionada em todo o mundo e tem uma boa cidadania corporativa.

“A venda de nossa participação na BSH faz parte dos nossos esforços para continuar a apostar no nosso core business. Numa forte parceria ao longo das últimas décadas, a Bosch e a Siemens fizeram da BSH uma empresa líder na área de eletrodomésticos. Unindo continuidade com novas perspetivas, estou convencido de que a aquisição completa da BSH por parte da Bosch vai oferecer aos clientes, distribuidores e colaboradores da BSH uma estrutura sólida e sustentável”, disse o CFO da Siemens, Ralf P. Thomas. “As negociações com a Bosch foram sempre construtivas e baseadas num espírito de confiança mútua”, acrescentou.

Em 1967, a Bosch e a Siemens juntaram as suas atividades na área de eletrodomésticos para criar a joint venture BSH. Desde então, a BSH tornou-se na maior produtora de eletrodomésticos e líder mundial na Europa, com uma receita de cerca de 10,5 mil milhões de euros em 2013 e cerca de 50.000 colaboradores em todo o mundo. O portfólio de produtos BSH compreende uma ampla gama de eletrodomésticos – fogões, fornos e exaustores para máquinas de lavar louça, máquinas de lavar, secadores de roupa e frigoríficos combinados, aspiradores, máquinas de café, chaleiras, roupas ferros e secadores de cabelo.

Bosch_BSH_02

Em Portugal, a BSH está sedeada em Lisboa e conta, atualmente, com cerca de 60 colaboradores.

“A BSH enquadra-se muito bem com o nosso princípio orientador estratégico: Tecnologia para a vida”, explica Denner. Com os seus produtos e serviços, o produtor de eletrodomésticos quer aproveitar as tecnologias inteligentes, altos níveis de conforto e facilidade de uso, para tornar a vida das pessoas em todo o mundo mais fácil e agradável, e ao mesmo tempo conservar os recursos naturais com a ajuda de equipamentos altamente eficientes.

Tecnologicamente, também existem oportunidades para uma cooperação mais intensa entre a Bosch e a BSH no campo da Internet das coisas e serviços orientados para o futuro. “Empregando conceitos como o Smart Home, o uso de aparelhos domésticos pode, no futuro, ser feito ainda com maior eficiência energética e facilidade de uso”, disse Uwe Raschke, membro do Conselho de Administração da Robert Bosch GmbH responsável pela área de Bens de Consumo, ao qual pertence atualmente a BSH.

“Com a aquisição da totalidade das ações da BSH por parte da Bosch, teremos um forte proprietário no futuro – um proprietário com uma orientação a longo prazo e que nos vai apoiar no futuro desenvolvimento estratégico”, enfatizou o CEO da BSH, Dr. Karsten Ottenberg. Para atingir o seu objetivo de dobrar a receita até 2025, a BSH vai aumentar investimentos em investigação e desenvolvimento, bem como nas suas marcas. “Depois de mais de 45 anos de uma parceria positiva com a Siemens, a Bosch oferece – através desta aquisição – uma perspetiva de longo prazo para os colaboradores da BSH”, disse Raschke.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *