WiserGo Notícias

Start-Up portuguesa WiserGo ultrapassa 1 milhão de euros em pacotes de viagens



A WiserGo, uma plataforma online que opera no mercado de compra e venda de viagens turísticas, conseguiu superar a barreira de um milhão de euros em pacotes de viagens pedidos num período de apenas nove meses. Destaca-se também o fato da start-up portuguesa contar mais de 100 itinerários únicos em Portugal, criados por agentes locais, que os colocam à venda na plataforma da WiserGo.

Criada em 2013, a start-up tem como objetivo dar uma resposta eficaz e inovadora aos turistas que querem adquirir um pacote de viagens personalizado com base nos seus interesses e gostos pessoais. Todos os programas sugeridos são elaborados por agentes, que por viverem nos locais, conhecem todos os atrativos turísticos e típicos das regiões. Uma das inovações deste projeto é, justamente, a utilização de pessoas locais que prepararam pacotes de viagem, tornando-se, dessa forma, promotores turísticos dos sítios (locais) onde residem.

Pedro Santos Vieira, CEO da WiserGoSegundo Pedro Santos Vieira, CEO da WiserGo, “existe uma clara lacuna neste mercado, uma vez que os turistas fazem cada vez mais as suas compras online, mas a informação disponibilizada está dispersa, tornando-se por vezes confusa e até enganadora para o utilizador. A WiserGo resolve este problema com ferramentas que permitem aos agentes locais planear, em colaboração com os turistas, itinerários de viagem únicos que incluem o que realmente interessa para a sua viagem. Estamos a oferecer-lhes uma experiência de viagem mais completa e ajustada aos seus interesses, ao mesmo tempo que criamos novas possibilidades de desenvolvimento aos agentes locais. Um dos resultados mais positivos é o fato dos turistas pouparem bastante tempo e dinheiro ao longo de todo processo”.

Disponível, para já, apenas em Portugal, a WiserGo pretende alcançar novos mercados em breve, tendo em vista países com padrões culturais semelhantes aos de Portugal. “O sul da Europa é sem dúvida um mercado com imenso potencial neste tipo de segmento”, acrescenta Pedro Santos Vieira.

A Start-up com DNA 100% Português contou com a ajuda de uma conhecida aceleradora norte-americana cujo programa é especificamente concebido para ajudar empresas em fases de desenvolvimento embrionário.

De fato, contatar uma aceleradora/incubadora de start-ups é uma das ferramentas que os jovens empreendedores podem utilizar. Em Portugal, existem alternativas como a LISPOLIS, que disponibiliza todas as condições para que o Pólo Tecnológico de Lisboa (PTL) seja o local preferencial em Lisboa para instalação de empresas inovadoras e tecnológicas, a EDP Starter, um programa de apoio a projetos na indústria energética, desde a fase da ideia até ao financiamento – ou o Tec Labs, onde valorizam economicamente o conhecimento científico, através da colaboração universidade-empresas em projetos relacionados com tecnologias inovadoras, bem como de incubação e aceleração de negócios de base tecnológica. Paralelamente, podem ainda recorrer a fundos europeus ou participar em eventos dedicados ao empreendedorismo. Um destes eventos é o StartUp Roadshow que passou por Portugal a 16 de julho. Organizado pela Comissão Europeia e pelo European Young Innovators Forum, este roadshow integra um conjunto de 10 workshops, em 10 cidades europeias, onde os jovens empreendedores poderão interagir, aprender e ter como mentores empresários experientes e bem-sucedidos.

A iniciativa Startup Europe é uma das contribuições para a realização do plano de ação da Agenda Digital da Comissão Europeia, apoiado pela Vice-presidente Neelie Kroes, que tem como objetivo fortalecer o ambiente de negócios para start-ups na área das TI e web, permitindo que os empreendedores possam iniciar o seu negócio e assegurar o seu crescimento na Europa, contribuindo assim para a inovação, o crescimento e a criação de emprego.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *