Google contra câncro Ciência

Google cria pele humana para testar tecnologia contra o câncro



A Google tornou-se bastante reconhecida ao longo dos últimos tempos por ser uma empresa que aposta imenso em projectos pouco usuais, tal como o Google Glass, Project Ara, carros sem condutor, etc. Desta vez a novidade surgiu da sua equipa das “ciências vivas”, onde se está a desenvolver uma pulseira que consegue detectar células cancerígenas.

Esta é ainda uma ideia que precisa de muito desenvolvimento e certamente que não irá ver qualquer tipo de protótipo funcional a curto prazo mas, certamente que os avanços alcançados até ao momento são já bastante promissores.

A pulseira irá necessitar da ajuda de nano partículas para funcionar. Estas nano partículas serão ingeridas pelo individuo através de um comprimido e irão circular por todo o seu organismo em busca de células cancerígenas. Uma vez encontradas as células, irão “acender-se” e dirigir-se para a pulseira, sendo atraídas através de ímanes.

Para que pudessem dar início aos testes, a Google necessitou de criar pele que simulasse na perfeição os braços humanos. Foram assim desenvolvidos vários tipos de pele que pudessem representar a grande especificidade da pele de cada individuo (espessa, fina, escura, clara, etc).

Poderá ver em baixo uma entrevista realizada a um dos membros da equipa da Google responsável pelo desenvolvimento deste projecto e ficar assim a entender melhor quais serão os principais benefícios do mesmo.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *