análise de dados Notícias

Maioria das empresas em Portugal não utiliza a analítica nos processos de manutenção



Um estudo desenvolvido pela PSE – Produtos e Serviços de Estatística – a 97 empresas em Portugal, revela que a analítica ainda continua a um nível rudimentar ou inexistente na gestão da manutenção de muitas empresas, apesar dos maiores investimentos tecnológicos.

As grandes conclusões deste estudo que envolveu 12 setores distintos, revela que 61% das empresas não dispõe de recursos com conhecimento e experiência analítica, 43% não dispõe de acesso a dados operacionais e 76% não desenvolve internamente iniciativas analíticas regulares, estruturadas e formais, o que representa uma lacuna significativa para uma manutenção de excelência.

O inquérito que envolveu 81 administradores/ diretores dos maiores grupos industriais em Portugal mostra que apenas 4% são experts na recolha e análise de informação e 39% tomam decisões com base em dados e análises. Por outro lado, a um nível de maturidade inferior, 35% admite já estar sensibilizado para a necessidade de adotar uma estratégia analítica e 22% possui uma análise de informação pouco desenvolvida ou inexistente.

análise de informação

Apesar de ainda se encontrar numa fase elementar em muitas empresas, o reconhecimento da importância da análise de dados para uma Manutenção Inteligente é indicado por 77% dos inquiridos, ou seja, praticamente transversal a todas as organizações. 65% acredita que as decisões devem ser fundamentadas em dados e informação e 48% têm como próximas prioridades definir objetivos e uma performance orientada pela análise.

Quando questionados sobre as áreas análise de dados e informação que já dispõem dentro das empresas, a grande maioria das respostas recai sobre Sistemas de Gestão de Manutenção. Por outro lado, as menos utilizadas quer pelos “leaders” como pelos “underperformers” da análise de informação, foram os Sistemas de Scada e Alarmísticas, o Data Warehouse e os Sistemas de Análises de Dados.

Segundo Nuno Santos, director de consultoria da PSE, “As empresas reconhecem de forma clara a importância da análise de informação para uma manutenção inteligente. As empresas com melhor performance são as que tomam decisões com base em dados e análise em oposição às que confiam na experiência e na intuição. Apesar disso, Portugal mostra ainda um baixo nível de maturidade na utilização da análise avançada na gestão da Manutenção. A falta de ferramentas de análise, de conhecimentos internos, em conjunto com uma cultura organizacional resistente à mudança, são as principais barreiras à adopção de uma Manutenção Inteligente e de novas práticas de gestão nas organizações.”

Os resultados integrais deste estudo serão apresentados no próximo dia 20 de Maio, no Operational Analytics Forum 2015: uma realização conjunta PSE com o INDEG-IUL ISCTE.

Metodologia:
Este questionário qualitativo e composto por 40 perguntas, foi realizado no último trimestre de 2014, a 81 administradores/ diretores de 97 empresas em Portugal.
Erro na amostra imputável aos resultados de 5,7%.

Sobre a PSE:

A PSE – Produtos e Serviços de Estatística é uma empresa PME Excelência que iniciou a sua atividade em 1994, sendo uma das primeiras empresas portuguesas a dedicar-se em exclusivo à comercialização de soluções de análise preditiva.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *