Taylor Swift Apple Music Apple

Apple Music: Criticas de Taylor Swift levam a mudança nos pagamentos dos direitos para artistas


Depois de uma dura carta pública de Taylor Swift dirigida à Apple, Eddy Cue veio anunciar publicamente através da sua conta no Twitter que as condições de pagamento de direitos aos artistas na Apple Music iriam ser alteradas. A cantora havia mesmo planeado remover o seu novo álbum “1989” da plataforma Apple Music em forma de protesto.

Até este acontecimento, sempre que os utilizadores se encontravam durante o seu trial gratuito os artistas não eram pagos qualquer quantia pelos seus direitos de autor. Depois do protesto de Taylor Swift a Apple Music irá pagar uma taxa fixa (não revelada) por cada streaming realizado pelo utilizador durante o seu período experimental.

A Apple planeia oferecer um período experimental de três meses aos seus utilizadores para o serviço Apple Music que será lançado no dia 30 de Junho. No entanto, conseguiu negociar com algumas das maiores produtoras de música a nível mundial para que não tivesse de pagar os direitos aos respectivos artistas durante o tempo experimental, pagando depois um pouco mais durante o restante tempo em que os utilizadores já estariam a pagar pelo serviço.

Eddy Cue Twitter Apple Music


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *