rede social Break It Off com o Smokers ‘Helpline’ Redes sociais

Redes sociais ajudam a parar de fumar


Jovens adultos que usam as redes sociais para parar de fumar são duas vezes mais bem sucedidos na sua intenção do que os que usam um método mais tradicional, de acordo com novo estudo da Universidade de Waterloo.

Os resultados da investigação, publicados na revista Nicotine & Tobacco Research, referem ter comparado o sucesso da campanha baseada na rede social Break It Off com o Smokers ‘Helpline’, uma linha telefónica para jovens que pretendam parar de fumar.

Depois de três meses no programa, 32 por cento dos fumadores que usaram as aplicações e ferramentas do Break It Off tinham parado de fumar, em comparação com 14 por cento dos que usaram o suporte baseado no apoio telefónico.

Break It Off com o Smokers ‘Helpline’

“Estes dados sugerem que quem desenvolve campanhas de saúde pública precisa avaliar como se usam os canais de redes sociais para melhorar a saúde, especialmente os relacionados com os mais jovens”, disse, em comunicado de imprensa, Bruce Baskerville, líder da investigação.

No Canadá, os jovens adultos, com idades entre 19 a 29, têm a maior taxa de tabagismo, mas relatam a mais baixa utilização de serviços tradicionais de cessação, tais como linhas telefónicas de ajuda. Os jovens formam o maior número de utilizadores de redes sociais, com 91 por cento a usar o Facebook e um terço a usar sites de microblogging, como o Twitter.

“Os serviços tradicionais de cessação podem ter alcance limitado e essa visibilidade reduzida diminui o seu impacto na Era digital”, disse Baskerville, explicando a razão: “por que eles formam o maior número de utilizadores das redes sociais, essas plataformas proporcionam uma forma alternativa e bem sucedida de abarcar os fumadores que são menos propensos a se relacionar com outros programas de cessação.”

A Canadian Cancer Society lançou Break It Off em janeiro de 2012 para envolver jovens na cessação tabágica, através de um site interativo e dos meios de comunicação social. A campanha, que compara o parar de fumar com o fim de um relacionamento romântico, oferece aos utilizadores um site interativo e uma aplicação para smartphone de modo a encorajar a cessação tabágica.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *