Notícias

“Eleito ou eleita” afinal foi equívoco de José Rodrigues dos Santos


José Rodrigues dos Santos lançou ontem uma peça no telejornal da RTP1 que agitou as redes sociais: “o deputado mais velho tem 70 anos e foi eleito, ou eleita, pelo PS”. A frase aparentemente banal provocou a revolta, porque o deputado mais idoso do novo parlamento é Alexandre Quintanilha, o investigador que é homossexual assumido. As reacções assumiram um efeito de bola de neve nas redes sociais e o jornalista pede desculpa mas diz que “foi um equívoco”.

A indignação nas redes sociais não se fez esperar, mas o jornalista – que é conhecido por introduzir piadas e piscar o olho aos espectadores – diz que não sabia que o deputado mais velho era Alexandre Quintanilha.

Em declarações ao jornal online Observador, José Rodrigues dos Santos justifica assim o lançamento da reportagem sobre os novos deputados e a gaffe que cometeu: “Os repórteres apresentam-nos propostas de pivot em que eles explicam o que está na peça e depois nós, apresentadores, reescrevemos aquilo à nossa maneira. A proposta é a seguinte: há uma série de rostos novos no Parlamento, um é um deputado de 70 anos que é o mais velho, uma pensionista… E o que é que eu pensei? Que o deputado de 70 anos é uma pensionista. Não diz lá o nome. Mas houve uma coisa que achei estranho, porque diz “o deputado” e “a pensionista”; podia ter dito “a deputada”, mas eu fiquei “bom, se calhar usou “o deputado” como género neutro, e mantive deputado”. E quando o Telejornal está no ar, entra uma promoção à peça. Aí o texto é meu mas não sou eu que ponho as imagens. E na promoção puseram a imagem da pensionista, e eu digo ‘deputado de 70 anos’ e olho para a imagem e vejo que é uma mulher. E dizer que um deputado de 70 anos é uma pensionista até faz algum sentido. Não vi nenhuma anomalia ali”.

A Direcção de Informação da RTP já tinha afirmado que o erro era apenas um equívoco e pedido desculpas pelo sucedido e o assunto pode ser incluído no telejornal de hoje.

No Facebook, Carlos Vaz Marques, jornalista da TSF que tinha atacado violentamente o episódio, diz num novo post: “ok, não é homofobia. É só um festival de ignorância e incompetência”. A RTP já pediu pessoalmente desculpas ao visado.

Fonte: Observador


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *