Apple iPhone 6 e iPhone 6 Plus Negócios, Notícias

Apple: Menos iPhones vendidos e menos lucros



A Apple apostou no iPhone dourado, mas os números não são nada brilhantes para a companhia de Cupertino. No seu relatório trimestral, a Apple dá conta de uma diminuição de vendas de iPhones a nível mundial e consequente quebra nos lucros. A bolsa não tardou a reagir e as acções da maçã caíram 8 por cento.

O iPhone sempre foi o produto bandeira da Apple desde o seu lançamento em julho de 2007. De então para cá, a empresa vendia sempre mais smartphones do que no ano anterior. Pois bem, isso acabou. Na conferência a investidores para apresentação dos dados trimestrais, o CEO Tim Cook anunciou uma diminuição do número de aparelhos vendidos. A nível global, o iPhone vendeu 51,2 milhões de unidades, menos 10 milhões do que no primeiro trimestre de 2015. Ou seja, a venda de iPhones contraiu 16 por cento.

Mas os maus resultados na venda de equipamentos não se fica por aqui. Também houve uma diminuição no número de computadores vendidos na ordem dos 12 por cento. E o iPad leva a coroa de lata neste capítulo, com uma quebra de 19 por cento no número de unidades colocadas no mercado.

No conjunto de todos os equipamentos, o total das vendas registadas pela Apple teve uma contração da ordem dos 13 por cento, cifrando-se neste trimestre em 50,6 mil milhões de dólares

Com esta retração global das vendas, os lucros da Apple ressentiram-se e diminuíram qualquer coisa como 22 por cento, mas situando-se mesmo assim nos 10,5 mil milhões de dólares. A cotação da empresa em bolsa vale agora menos de 100 dólares. Desde 2003 que as acções da Apple não diminuíam de valor.

Tim Cook, o CEO da Apple, afirmou na conferência de investidores que este foi um “ano desafiante”, mas mostrou-se convicto de que a equipa conseguiu “um excelentes trabalho” perante “os ventos contrários da macro-economia”.