Intel ISEF 2016: 30 estudantes representam o Brasil na maior feira pré-universitária de Ciências e Engenharia do mundo Ciência, Press Release

Intel ISEF 2016: 30 alunos brasileiros na maior feira pré-universitária de Ciências e Engenharia do mundo


A 68ª edição da Feira Internacional de Ciências e Engenharia da Intel (Intel ISEF, na sigla em inglês) decorre entre os dias 8 e 13 de maio em Phoenix, Arizona (EUA). Na ocasião, 90 jovens cientistas da América Latina apresentarão 45 projetos durante a maior competição de projetos de pesquisa pré-universitária do mundo, disputando com 1700 jovens de cerca de 75 países, por mais de US$ 4 milhões em prêmios e bolsas de estudos. O programa da Intel e da Society for Science & the Public divulgará a lista de vencedores no dia 13 de maio.

O Brasil será representado por 30 jovens cientistas, de nove estados brasileiros (Brasília, Ceará, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Rondônia e São Paulo), que criaram um total de 18 projetos de pesquisa. Para compor a delegação dos estudantes, a Intel contou com a parceria das duas maiores feiras pré-universitárias do País, a Mostratec e a Febrace, responsáveis pela seleção dos projetos.

Por meio de uma rede mundial de feiras de ciências locais, regionais e nacionais associadas à ISEF, a Intel incentiva milhões de estudantes de todo o mundo a desenvolverem soluções para os diferentes desafios globais. A delegação da América Latina soma um total de 45 projetos, sendo 1 da Argentina, 18 do Brasil, 2 do Chile, 1 da Costa Rica, 4 da Colômbia, 4 do Peru, 3 do Uruguai e 12 do México. A região concorre com projetos nas categorias de ciências sociais, ambientais, engenharia e tecnologia.

Na edição de 2015, 6 projetos da América Latina foram premiados, de um total de 93 trabalhos que representaram a região. O projeto “Ação sinergética de antiviral natural”, do estudante Helyson Lucas Bezerra Braz, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará – Campus Limoeiro do Norte/CE, conquistou o 3º lugar na categoria Biomedicina e Ciências da Saúde, com um prêmio de US$ 1000. Outros três projetos do Brasil, um do Peru e um da Argentina também conseguiram reconhecimento oficial, ficando nos primeiros lugares de suas respectivas categorias, com prêmios entre US$ 500 e US$ 1500.

A Society for Science & the Public (SSP) é uma organização sem fins lucrativos que se dedica ao incentivo público da pesquisa científica e da educação, detém os direitos e administra a Feira Internacional de Ciências e Engenharia desde 1997, pois considera que fomentar a paixão por matemática e ciências nos jovens de hoje é fundamental para a inovação da economia mundial e o futuro da inovação.

Sobre os Projetos

Ceará

Reaproveitamento de óleo vegetal usado e da fibra de coco para produção de lenha ecológica e a formulação de filtro de ar revestido com nanotubos de TiO2

Estudante: Pedro Victor Dias de Souza

Finalista MOSTRATEC

 

Segundo o estudo, uma gota de óleo residual pode poluir cerca de 1000l de água. Uma solução para este problema teria impacto positivo sobre esferas ambientais, econômicas e sociais. A biomassa obtida a partir de óleo vegetal e casca de coco verde da espécie Cocos nucífera L. triturados, possui alto poder calorífico e pode ser utilizada como combustível para caldeiras como biomassa ou compactada em formato cilíndrico (briquete). Como etapa final, foi desenvolvido um protótipo de filtro de ar com etapas de filtração comum de fumaça e foi adicionado um revestimento superior interno com nanotubos de dióxido de titânio, que realiza uma reação química que transforma gases poluentes em gases não nocivos.

 

Distrito Federal

Análise comparativa do nível de proteção dos materiais à radiação ultravioleta

Estudantes: Sthefany Aline Falcao Silva, Juliana Macedo

Finalista MOSTRATEC

 

O principal objetivo do projeto é encontrar tecidos mais baratos e acessíveis que proporcionem uma eficiente proteção contra raios ultravioleta. A pesquisa aponta para a necessidade de testes de outros materiais alternativos e mais baratos que os existentes e que sejam eficientes na proteção UV, assim como aponta a necessidade de divulgação dessas informações para os usuários.

Mato Grosso do Sul

Prendendo fantasmas em robôs: um novo método de controle e design para próteses mioelétricas transradiais e rearranjo neuronal do mapa de Penfield para feedback tátil
Estudante: Luiz Fernando da Silva Borges
Finalista FEBRACE

A iniciativa visa proporcionar uma melhor qualidade de vida para pessoas com membros superiores amputados, trazendo a solução de alguns problemas de próteses mioelétricas disponíveis no mercado, como a falta de graus de liberdade de controle que geram lesão por esforço repetitivo nas articulações. A proposta é construir, com base em neurociência e recursos matemático-computacionais, uma prótese mioelétrica que ofereça controle individual das articulações e que forneça feedback tátil de força e temperatura para o usuário.

Paraná

Desenvolvimento de cápsulas reutilizáveis da enzima betagalactosidase destinadas aos intolerantes à lactose

Estudante: Maria Vitoria Valoto

Finalista FEBRACE

 

O objetivo do projeto desenvolvido pela estudante foi criar um método reutilizável da quebra da molécula betagalactosidase, responsável pela reação em pessoas com intolerância à lactose, que fosse mais barato do que o leite sem lactose comercializado.

 

 

Rio de Janeiro

Desenvolvimento de formulação contendo beta-cariofileno e avaliação de sua atividade antitumoral

Estudantes: Fabricio Felippe dos Santos e Daniel Barbosa de Castro

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro – Unidade Rio de Janeiro, Rio de Janeiro – RJ

Finalista FEBRACE

 

O objetivo deste projeto é avaliar a atividade antitumoral do ­β-cariofileno e desenvolver uma formulação contendo este composto. Para detectar possíveis efeitos citotóxicos do β­-cariofileno, a proliferação celular foi avaliada através do método de metabolização intracelular do MTT in vitro. Os resultados demonstraram ação antiproliferativa do β­-cariofileno frente a células tumorais MCF7.

Painel Virtual de Segurança

Estudantes: Isabelli Pinto Gomes e Christian Marques de Oliveira Silva

Escola Técnica Estadual Henrique Lage – Niterói – Rio de Janeiro – Brasil

Finalista MOSTRATEC

 

A pesquisa aborda os sistemas de segurança domiciliar com código de acesso por meio da biometria ou por teclados touch, usados comumente pela fácil utilização e notável eficácia. Porém, os riscos apresentados por sistemas desse tipo estão no envio das informações do código. Como se constituem de botões, telas ou usam a biometria, permitem a cópia ou a observação das marcas que demonstram a senha, com o risco de uma possível clonagem dos dados inseridos pelo usuário. A clonagem é permitida quando a superfície é tocada, deixando uma marca por meio da oleosidade natural da pele, ou até mesmo, deixando a marca da digital.  O projeto visa a amenizar falhas encontradas nesses sistemas de código de acesso em ambientes residenciais de forma a melhorar a segurança de seus usuários. O projeto se baseia em um sistema virtual utilizando um painel de sensores óticos no lugar de botões. Ele se distinguirá do comum por não utilizar o toque, o usuário desenhará a sua senha para destravar a porta da residência, contudo, não será necessário tocar a superfície do teclado para isso.

 

Rio Grande do Norte

Avaliação do uso do extrato da semente, folha e casca da fruta do conde (Annona squamosa) no combate do Aedes aegypti e Cryptotermes brevis

Estudante: Kevyn Danuway Oliveira Alves

E.E. 11 de Agosto, Umarizal – RN

Finalista FEBRACE

 

O aluno identificou que inseticidas naturais criados do extrato da semente, casca e folha da fruta do conde (Annona squamosa) são bastante eficientes no controle alternativo de pragas. O principal objetivo da pesquisa é contribuir para a diminuição dos impactos ambientais causadas pelo uso indiscriminado dos inseticidas.

 

Roraima

Eficiência energética aplicada em sistema renovável de tratamento de água

Estudante: Ygor Requenha Romano

Finalista FEBRACE

 

O protótipo desenvolvido tem como objetivo viabilizar um sistema de tratamento de água, eficaz e renovável às pessoas em vulnerabilidade social que não têm acesso à água tratada. O funcionamento do protótipo ocorre em etapas que vão desde a obtenção de energia até sua aplicação no tratamento de água.

 

Rio Grande do Sul

Venus – localizador vascular

Estudantes: Márcia Cunha dos Santos e Carolina Rosa Kelsch

Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha, Novo Hamburgo – RS

Finalista FEBRACE

 

A obtenção de acessos venosos periféricos é um procedimento necessário para tratar desde infecções, desidratação, desnutrição, até estados mais complexos e duradouros, como insuficiência renal e câncer. Ao utilizar o conceito de realidade aumentada, através de uma câmera e de um processamento de imagem em uma plataforma móvel, o projeto “Venus – localizador vascular” buscou auxiliar no processo de punção venosa deixando este mais eficaz, ágil e portátil.

Os testes foram realizados com pacientes oncológicos, e também com pacientes idosos das alas de internações de um hospital da região do Vale dos Sinos, e validados pela enfermeira supervisora do projeto. Com o dispositivo foi possível aumentar em 119,7% a visualização da rede venosa antes vista a olho nu.

 

Palmeira Juçara: aproveitamento integral do fruto como alternativa de preservação ambiental e promoção de impactos econômicos e sociais positivos

Estudantes: João Vitor Kingeski Ferri e Maria Eduarda Santos de Almeida

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul – Campus Osório, Osório – RS

Finalista FEBRACE

 

O objetivo desta pesquisa foi o desenvolvimento de um estudo inédito sobre o aproveitamento integral do açaí de juçara. Esse subproduto divide-se em casca e caroço. A casca foi transformada em farinha e o caroço em carvão. Os testes foram realizados em triplicata. O aproveitamento integral do açaí de juçara pode, além de gerar impactos ambientais positivos, potencializar a renda de agricultores familiares através do emprego da farinha nos produtos comercializados por eles, acrescendo fibras. Além disso, o carvão ativado é uma alternativa de melhora da água consumida nas zonas rurais da região, uma vez que a maior parte da população ocupante não conta com serviços de abastecimento.

SCAIF – Sistema de comunicação para alerta de incêndios florestais”

Estudantes: Fernanda Schäfer Tesch da Silva e Bárbara da Silva Enderle

Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha – Novo Hamburgo – RS – Brasil

Finalista MOSTRATEC

 

O estudo aborda os problemas gerados pelas queimadas. Foram realizadas pesquisas bibliográficas bem como entrevistas com especialistas da área ambiental, programação e telecomunicações. Foi realizado, também, o dimensionamento do sistema em uma área real de ocorrência de incêndios. Após a realização dos testes, o projeto foi apresentado ao corpo de bombeiros, que o avaliou positivamente. Como resultado, obteve-se o correto funcionamento do protótipo e, por meio das ferramentas de pesquisa, concluiu-se que é possível sua implantação.

Sistema para otimização de irrigação

Estudantes: Guilherme de Oliveira Ramos e Fabiane Kuhn

Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha – Novo Hamburgo – RS – Brasil

Finalista MOSTRATEC

 

O projeto consiste num sistema de controle de irrigação que tem como objetivo racionalizar o uso da água em plantações, atingindo a área de maior demanda hídrica nacional, a agricultura. Para isso, foi desenvolvido um novo método de medição de umidade do solo, composto por um sensor e um circuito eletrônico, utilizando o princípio da reflectometria no domínio tempo (TDR).

Realidade virtual – RV Educacional

Estudantes: Fernando Duarte Pascoal e Arthur Garcia Proença

Colégio Coração de Maria, Esteio, Rio Grande do Sul, Brasil

Finalista MOSTRATEC

 

O projeto buscou verificar se era possível utilizar a tecnologia da realidade virtual para o benefício dos estudantes de escolas públicas em matérias de ciências da natureza e da terra. A partir de pesquisa bibliográfica e da realização de levantamento de dados, desenvolveu-se um protótipo de baixo custo, baseado no “Google Cardboard”. Associado a ele foi colocado um smartphone com aplicativos educacionais.

Ficou evidenciado que a tecnologia da realidade virtual pode contribuir de maneira muito significativa para a melhoria da educação do país, sobretudo porque, em larga escala, seu custo de produção pode ser consideravelmente reduzido, facilitando o acesso de escolas públicas.

 

Extrator de selo de bloco de motor

Estudantes: Robson Regra Koch, Leandro José Steffen e Alex de Oliveira Pertille

Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha – Novo Hamburgo – RS – Brasil

Finalista MOSTRATEC

 

O projeto desenvolveu uma ferramenta inovadora para o ramo da manutenção automotiva. Foi verificado que tanto as montadoras mundiais, como as oficinas especializadas em manutenção automotiva têm problemas na extração do selo do bloco do motor. Após testes foi constatado que a ferramenta ideal deve ser fabricada em aço AISI 5160, AISI 4340 e AISI 1045, devido as características de cada componente da ferramenta, sendo então tratada termicamente para alcançar as durezas adequadas. O teste foi realizado em diversos modelos diferentes de carros e motores, apresentando ótimos resultados, retirando o selo de diversos blocos de motores diferentes sem necessitar retirar o motor do carro e sem danificar o alojamento do selo.

 

São Paulo

Identificando antígenos do leite nos alimentos

Estudante: Lorena Dal Collina Sangiuliano

Colégio Dante Alighieri, São Paulo – SP

Finalista FEBRACE

 

A dificuldade de identificar os elementos que possuem o antígeno (que forma anticorpo) a qual a pessoa é alérgica faz com que seja necessário um método fácil e rápido de encontrá-los evitando que a pessoa seja limitada de frequentar restaurantes ou mesmo consumir produtos industrializados. O objetivo do projeto é criar um kit identificador da presença da β­-lactoglobulina (proteína do leite) nos alimentos por meio da aglutinação utilizando reagente A.

Yarner – estudo da utilização de tecnologias em salas de aula a favor das práticas de letramento com plataforma de criação de livros digitais interativos

Estudantes: Laura Rúbia Paixão Boscolo e Rafael Eiki Matheus Imamura

Colégio Técnico de Campinas – UNICAMP, Campinas – SP

Finalista FEBRACE

 

A pesquisa consiste no estudo da relação computação-educação, buscando entender o uso de ferramentas digitais em salas de aula. Para isso, foi criada uma aplicação web para a criação, leitura e compartilhamento de livros eletrônicos interativos, com o objetivo de auxiliar a formação inicial de leitores e incentivar o desenvolvimento dos hábitos de escrita e leitura.

 

Vala clandestina de Perus (1976-1990): construção de um perfil populacional e dos tipos e períodos das lesões encontradas nas ossadas

Estudante: Júlia Albergaria Guedes da Fonseca.

Escola Antonietta e Leon Feffer, São Paulo – SP

Finalista MOSTRATEC

O objetivo da pesquisa, ao exercitar a metodologia de antropologia forense e análises estatísticas que permitem a generalização dos dados obtidos nas análises. A construção de um perfil das lesões destes indivíduos indica parâmetros de violência complexos presentes nas ossadas antes, durante e depois da morte, a partir da verificação de fraturas peri mortem,ante mortem, pós mortem. Além disso, procurou-se estabelecer os mecanismos de violência que resultaram na formação destas lesões, sendo eles de três tipos distintos: ação por objeto contundente, ação por objeto perfuro-cortante ou ação por lançamento de projétil.

Em relação a análise do perfil populacional, o mesmo foi elaborado para que parte dessa identidade das ossadas enterradas em Perus seja recuperada pois nunca houve qualquer comprovação das características predominantes dessa população. Para isso, buscou-se estimar o sexo, altura e idade destes indivíduos, que expressam características relevantes para identificação desta população.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *