facebook-techenet-cassis Redes sociais

Vítima reconhece ladrão na secção “pessoas que talvez conheças” do Facebook


Em Inglaterra, uma pessoa ficou sem o carro depois de um ladrão lhe ter encostado uma faca. Recentemente, a vítima deparou-se com a cara do larápio na secção “pessoas que talvez conheças” do Facebook.

Ainda mal refeita do choque, a vítima contactou de imediato a polícia que prendeu o ladrão que já era procurado. O.F, o gatuno, tem um já grande historial de delinquência que inclui furtos, assaltos à mão armada e posse de arma proibida. Mas, como a maioria de nós, passa algum tempo no Facebook e desta vez o algoritmo pregou-lhe uma partida.

A história foi pela primeira vez contada pela BBC. A polícia agiu rapidamente e apanhou o larápio. “O velho trabalho policial levou-nos a conseguir provas suficientes para relacionar os diferentes crimes, mas faltava-nos um nome”, afirmou aos jornalistas um dos detetives encarregues da investigação.

“Uma peça crucial da investigação foi quando uma das vítimas nos contactou depois de reconhecer O.F. no Facebook e essa foi a peça final do puzzle de que estávamos à espera”.

O.F. foi apanhado com provas suficientes para que um juiz o condenasse a 17 anos de prisão.