Novo Mercedes AMG GTR – o inferno “veste” de verde

O novo Mercedes-AMG GT R

São 585 cavalos de potência e 318 km/h, ou seja, não esconde a sua inspiração na competição. É assim o novo Mercedes AMG GTR, uma super-máquina desenvolvida na pista de Nurburgring, ou o “inferno verde” como é conhecida. Traduzindo tudo isto, o novo AMG GTR deriva da pista automóvel mais exigente do mundo para a estrada. Foi lá que os técnicos alemães se inspiraram para o desenvolver, para que este compêndio de tecnologia em quatro rodas tenha um nome e uma linhagem: AMG.

Em boa verdade, a marca de Estugarda nunca usou tanta tecnologia do desporto automóvel directamente aplicada num automóvel de produção corrente como acontece com este novo AMG GT R. Nada escapa, o conceito de motor dianteiro-central com caixa de velocidades no eixo traseiro, o motor V8 biturbo capaz de debitar uma potência máxima de 430 kW/585 CV, a suspensão modificada, a nova aerodinâmica ou a construção inteligente de baixo peso, estabelecem as bases para uma experiência de condução inesquecível.

O novo Mercedes-AMG GT R

Enquanto o capot esconde todo o seu DNA, a exclusiva pintura “AMG green hell magno” não deixa dúvidas no que diz respeito à sua origem, nascido no “Inferno Verde” do exigente circuito de Nurburgring.

O compêndio de tecnologia manifesta-se, por exemplo, nas asas dianteira e traseira inferiores mais largas, que permitem uma maior largura das vias, resultando num aumento da aderência em curvas mais rápidas. O novo pára-choques dianteiro, a asa traseira e o novo pára-choques traseiro com duplo difusor, melhoram a eficiência aerodinâmica e ajudam a assegurar a aderência necessária para manter o AMG GTR na estrada (ou na pista…). As jantes de baixo peso instaladas em pneus de competição foram igualmente desenhadas para a máxima dinâmica de condução.

A “receita” aplica-se a outras características desta “bomba”, tais como o sistema activo de direcção traseira, o sistema de controlo de tracção ajustável de nove regulações, e a suspensão adaptativa com controlo electrónico. Além disso, a nova grelha AMG Panamericana salienta o carácter do AMG GT R.

Interior do novo Mercedes-AMG GT R
Interior do novo Mercedes-AMG GT R

A marca não o esconde quando revela que o seu desenvolvimento foi principalmente baseado na vasta experiência adquirida no AMG GT3 e no campeonato German Touring Car Masters. Os 3.6 segundos para acelerar dos 0 aos 100 km/h e a velocidade máxima de 318 km/h combinados com a excepcional dinâmica de condução, falam por si.

O desempenho em pista deve-se à construção inteligente de baixo peso que inclui reforços específicos em alumínio e carbono na carroçaria, ao evoluído motor V8 biturbo com a caixa de sete velocidades de dupla embraiagem especificamente adaptada, à aerodinâmica inovadora com componentes activos e à nova suspensão com sistema activo de direcção traseira e juntas esféricas.

O novo Mercedes-AMG GT R
O novo Mercedes-AMG GT R

O conceito de motor dianteiro central e a caixa de velocidades instalada no eixo traseiro, uma característica comprovada do AMG GT e do AMG GT S, beneficia a distribuição de peso tendencialmente para o eixo traseiro, na proporção de 47.3 : 52.7. Juntamente com o baixo centro de gravidade do veículo, isto traduz-se num comportamento extremamente ágil e permite a realização de curvas a elevada velocidade. Com uma relação peso/potência de 2.66 quilogramas por cavalo, o Mercedes-AMG GT R marca um novo paradigma no seu espaço.

Artigo anteriorPróximo artigo
Jorge Dinis
é director da revista CHRONOS do tempo e do site www.chronosdotempo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *