Uber e CEiiA acordam extensão do piloto uberGREEN por mais três meses Notícias, Press Release

Uber e CEiiA acordam extensão do piloto uberGREEN por mais 3 meses


Há 3 meses a Uber deu passo importante em direção a uma mobilidade mais sustentável e livre de emissões de carbono nas cidades portuguesas com o lançamento do uberGREEN, uma alternativa de viagem 100% elétrica ao mesmo preço do uberX. De entre as mais de 400 cidades de todo o mundo onde opera, Lisboa e Porto foram as cidades escolhidas para testar esta nova alternativa de mobilidade.

Com este projeto-piloto, lançado exclusivamente nas cidades portuguesas em parceria com o CEiiA, e com o envolvimento próximo de vários intervenientes importantes na mobilidade elétrica em Portugal, colocámos um desafio ambicioso aos nossos utilizadores: atingir uma poupança de cerca de 20 toneladas de CO2 às cidades de Lisboa e Porto, em três meses.

A resposta dos utilizadores da Uber foi extraordinária, a procura por viagens uberGREEN superou as expetativas, e a meta de poupança de emissões de carbono foi atingida. Por outro lado, constatámos também que será necessário dar vários passos para assegurar uma oferta de mobilidade on-demand 100% elétrica mais fiável e conveniente para as pessoas.

Por esse motivo, a Uber e o CEiiA anunciam hoje o início de uma segunda fase do projeto-piloto uberGREEN por mais três meses, até dia 6 de setembro . O objetivo é simples: desenvolver esforços para aumentar a disponibilidade de carros 100% elétricos aos utilizadores, que passará necessariamente pelo desenvolvimento de infra-estruturas de carregamento rápido indispensáveis à operação, num esforço conjunto com os vários intervenientes na mobilidade elétrica em Portugal.

Para André Dias, Diretor da Unidade de Mobilidade – Sistemas Inteligentes do CEiiA, “a concepção conjunta do projeto uberGREEN e a sua integração com o sistema mobi.me , permitiu lançar as bases para uma das primeiras experiências no mundo de quantificação de redução de emissões em tempo-real na área dos transportes, o que acreditamos ser um passo determinante no processo de descarbonização das cidades. A articulação entre tecnologias de informação e de comunicação, os impactos societais da mobilidade, e a sua tangibilização para o utilizador final, constituem um leque alargado de desafios que este projeto tem procurado abraçar.”

Para Rui Bento, Diretor-geral da Uber em Portugal, “o uberGREEN representa um passo em direção a uma mobilidade mais simples e mais sustentável. Queremos continuar a ajudar na descarbonização da mobilidade nas cidades portuguesas, e esta nova etapa do projeto piloto servirá precisamente para tornar a mobilidade elétrica ainda mais acessível aos nossos utilizadores.”

Durante os primeiros três meses de projeto-piloto, as viagens uberGREEN geraram poupanças de 23,2t de CO2 a Lisboa e ao Porto, e colheram uma avaliação média de 4,91 numa escala de 1 a 5 (superior à avaliação média do uberX e UberBLACK).

 


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *