Grupo BMW, Intel e Mobileye aliam-se para dar vida a projeto de Condução Autónoma até 2021 Futuro hoje

BMW quer produzir automóveis autónomos até 2021


A BMW juntou-se à Intel e à Mobileye para a produção de automóveis automáticos. O objetivo da aliança é fazer chegar as primeiras unidades ao mercado já em 2021, com a produção do BMW iNEXT.

O Grupo BMW, a Intel e a Mobileye anunciaram a sua aliança para tornar realidade o conceito de veículo autónomo e mobilidade futura. Líderes nos seus setores de atuação, estão, agora, a colaborar para trazer ao mercado até 2021, soluções para uma condução altamente automatizada.

O futuro com uma condução deste tipo trará alterações e melhorias à sociedade. No entanto, o caminho para um mundo totalmente automático é complexo e irá requerer soluções end-to-end que integrem inteligência ao longo de toda a rede, desde o fecho das portas do carro ao centro de dados. Os fornecedores de transportes do futuro deverão tirar partido das tecnologias evolutivas, colaborar com novos parceiros e preparar-se para oportunidades disruptivas.

Em conjunto com a Intel e a Mobileye, o Grupo BMW irá desenvolver as soluções necessárias e os sistemas inovadores para uma condução verdadeiramente automatizada, e dar-lhes vida até 2021. O modelo BMW iNEXT será o começo desta estratégia levada a cabo pelo Grupo BMW e está estabelecer as bases para frotas de veículos totalmente autónomos, não apenas em estradas nacionais mas, também, nos centros urbanos com o objetivo de dar vida a soluções de ridesharing.

Grupo BMW, Intel e Mobileye aliam-se para dar vida a projeto de Condução Autónoma até 2021

O Grupo BMW, a Intel e a Mobileye acreditam que a condução automatizada irá tornar a condução mas segura e simples. O objetivo da colaboração é desenvolver soluções future-proofed que permitam aos condutores tirarem as mãos do volante, transformando as viagens em tempo de lazer ou de trabalho. Um nível máximo de autonomia iria permitir até viagens sem condutor. Uma oportunidade para novos negócios e para gerar um mundo mais interligado e móvel até 2021.

Hoje, os três parceiros marcaram presença na sede do Grupo BMW em Munique para apresentarem esta aliança e o seu compromisso em alavancar a indústria e definir uma plataforma aberta para a condução autónoma. A plataforma comum irá abranger os níveis de condução autónoma de 3 (condução “sem olhar”) a 5 (sem “condução humana”, e estará disponível para vários fabricantes e outras indústrias que possam beneficiar de maquinaria automatizada e da aprendizagem de mecanismos detalhada.

As empresas acordaram numa série de metas para veículos verdadeiramente autónomos com uma arquitetura de base comum. A curto prazo, as companhias irão demonstrar um test drive com um protótipo highly automated driving (HAD). Em 2017, a plataforma irá alargar-se a frotas com mais test drives autónomos.

“Hoje é um marco importante para a indústria automóvel ao entrarmos numa nova era de mobilidade. Em aliança, o Grupo BMW, a Intel e Mobileye estão a estabelecer as bases para a tecnologia da mobilidade do futuro e a tornar a condução autónoma numa realidade nos próximos anos,” refere Amnon Shashua, Co-Founder, Chairman e CTO Professor da Mobileye.

“A Mobileye alegra-se por poder contribuir com a sua expertise em sensores, localização e política de condutor para permitir uma condução autónoma. O processo sensitivo, como as nossas capacidades de compreender o cenário através de uma única câmara, irá ser utilizado no derradeiro system-on-chip, o EyeQ®5, e o desenvolvimento colaborativo de algoritmos de fusão serão utilizados nas plataformas de computação da Intel. Adicionalmente, a tecnologia Mobileye Road Experience Management (REM) irá oferecer informação de localização em tempo-real.”

A Intel acrescenta com um portfólio tecnológico alargado e que consegue dar vida e interligar mil milhões de dispositivos inteligentes e conectados, incluindo automóveis. Para gerir os fluxos complexos necessários para veículos autónomos em ambientes urbanos, a Intel faculta a computação que vai desde processadores Intel® Atom™ até Intel® Xeon™, entregando cerca de 100 teraflops de desempenho energeticamente eficiente, sem ter que reescrever o código.

“A disponibilização de veículos altamente autónomos e tudo a que se ligam, irá requerer fontes eletrónicas poderosas e seguras que os tornem inteligentes o suficiente para navegar em ambientes de trânsito e evitarem acidentes,” afirma Brian Krzanich, CEO da Intel. “Esta parceria entre o Grupo BMW, a Intel e a Mobileye irá ajudar-nos a rapidamente dar vida à nossa visão e reinventar a experiência de condução. Trazemos um leque vasto de soluções in-vehicle e cloud computing, conectividade, segurança e machine-learning assets para uma solução verdadeiramente end-to-end.”

Através desta Strategy Number ONE > NEXT, o Grupo BMW estabeleceu a sua estrutura para se manter a força por detrás das mobilidade individual premium. Este planeamento será uma realidade com o modelo BMW iNEXT em 2021, apresentando uma nova era de mobilidade.

“No Grupo BMW trabalhamos para estar à frende da liderança tecnológica. Esta parceria sublinha a nossa Strategy Number ONE > NEXT para pautar a mobilidade individual do futuro,” conclui Harald Krüger, Chairman of the Board of Management da BMW AG. “No seguimento do nosso investimento em tecnologia de navegação de alta definição na HERE, a expertise combinada da Intel, da Mobileye e do Grupo BMW dará o próximo passo para trazer ao mercado a tecnologia de condução autónoma. Já apresentámos este tipo de soluções revolucionárias no nosso conceito VISION NEXT 100. Com este avanço tecnológico, estamos a oferecer aos nossos consumidores toda uma nova experiência de condução, muito mais agradável, além de conceitos pioneiros de mobilidade premium.”