Cloud-Computing-Devices Notícias

Empresas utilizam Cloud de forma imatura


Sete em cada 10 organizações já utilizam a Cloud mas apenas 31 por cento alcançou algum nível de maturidade. A conclusão é de um estudo global da International Data Corporation.

Embora quase sete em cada 10 organizações (68%) já utilize algum tipo de Cloud, apenas 31% alcançou um certo nível de maturidade (com estratégias de Cloud replicáveis, otimizadas ou geridas) para maximizar o seu valor, ao passo que só três em cada 10 contam com uma estratégia otimizada para obter mais benefícios empresariais. Esta é a principal conclusão do estudo global Cloud Going Mainstream: All Are Trying, Some Are Benefiting; Few Are Maximing Value levado a cabo pela International Data Corporation (IDC) e patrocinado pela Cisco. O documento revela ainda a preponderância dos ambientes Cloud híbridos, a relação entre a maturidade e os resultados de negócio e a utilização de aplicações IoT e de cibersegurança na Cloud.

A adoção da Cloud aumentou 61% relativamente ao ano passado (quando a IDC apresentou a primeira edição deste relatório) e embora a maioria das organizações continue a tentar melhorar as suas estratégias Cloud, ainda não existe uma margem de melhoria.

Empresas apostam em estratégia híbrida

A Cloud híbrida é amplamente utilizada e os gastos com Cloud privada continuam a aumentar. Embora a adoção se divida de forma relativamente uniforme entre Cloud pública e privada (52% e 54% respetivamente), cerca de 73% das organizações apostam numa estratégia híbrida, o que inclui uma subscrição de vários fornecedores Cloud externos e a utilização de uma combinação de recursos na Cloud e de TI dedicados. As organizações também esperam vir a registar ou aumentar os gastos na Cloud privada on-premise na ordem dos 40% nos próximos dois anos.

A adoção da Cloud continua a crescer, mas poucas organizações implementaram estratégias maduras/avançadas. IDC identifica cinco níveis de maturidade: ad hoc, oportunistas, replicáveis, geridas e otimizadas. Cerca de 68% das empresas consultadas utilizam algum tipo de aplicação na Cloud (aumento de 61% face a 2015), mas apenas 31% tem estratégias de adoção maduras ou avançadas (replicáveis, geridas ou otimizadas) face a estratégias ad hoc e oportunistas. Por fim, 22% precisam ainda de estratégia.

A adoção da Cloud acarreta vantagens consideráveis. Quanto maior o nível de maturidade da Cloud, melhores os resultados empresariais, incluindo um maior crescimento das receitas e assim uma atribuição mais estratégica dos orçamentos de TI bem como as vantagens táticas – entre as quais custos de TI mais reduzidos, menor tempo de fornecimento para serviços de TI e uma maior capacidade para cumprir os Service Level Agreements (SLAs).

A Cloud facilita a adoção da IoT e da cibersegurança. Três em cada 10 organizações (29%) que adotaram a Cloud utilizam aplicações de IoT baseadas na Cloud, número que aumenta para 62% no caso das organizações com estratégia mais avançada. As organizações com estratégias otimizadas também são muito mais propensas a utilizar a Cloud privada ou híbrida para IoT. A cibersegurança é outra das funcionalidades amplamente utilizada, especialmente em organizações com uma estratégia de Cloud consolidada.

Fatores Impulsionadores e Barreiras

O aumento da faturação das organizações com estratégias Cloud nativas deveu-se principalmente ao resultado da venda de novos produtos e serviços, ao facto de chegarem mais rápido aos clientes e à capacidade de aceder a novos mercados.

As organizações com estratégias de Cloud mais maduras caracterizam-se por uma cultura de integração de desenvolvimento e operações ou DevOps (80% das organizações com estratégias otimizadas face a 7% das organizações em regime ad hoc), além da grande aposta em ambientes Cloud de vários fornecedores em função da localização, políticas e princípios de governança (84% contra 40% respetivamente); arquiteturas de micro-serviços para desenvolver aplicações Cloud (79% face a 9% respetivamente) e contentores ou Docker (66% face a 20%, respetivamente).

Relativamente a barreiras para conseguir maior nível de maturidade, o relatório assinala a falta de pessoal especializado, a falta de estratégia e um plano bem definidos, estruturas de organização desfasadas ou desconectadas e a falta de alinhamento entre o departamento de TI e as Linhas de Negócio (LoBs).

Análise Personalizada

A Cisco apoia as organizações a traduzir os resultados deste relatório numa análise personalizada. A ferramenta Cisco Business Cloud Advisor Adoption Report permite às organizações completar um breve questionário para avaliar o seu nível de adoção da Cloud e identificar os aspetos que podem melhorar em função do estudo (comparação por setor, país e dimensão).

Como complemento, a Cisco irá oferecer em breve aos seus parceiros um workshop e uma jornada de análise detalhada que combina o Cisco DomainTen Service (análise de data center e infraestrutura de TI) com o Cisco Business Cloud Advisor Workshop.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *