Apple iPhone 7 Mobile

iPhone 7: Funcionalidades que a Apple “sacou” do Android


Já não vai haver mais rumores, o iPhone 7 foi finalmente apresentado pela Apple! Foram introduzidas algumas diferenças quando comparado com o modelo anterior, mas tal como de costume, a Apple tem quase um “doutoramento” para fazer com que as suas “novidades” pareçam extremamente mágicas e revolucionárias.

Não existe qualquer problema em admitir que o iPhone 7 é extremamente elegante e agradável à vista, porque esse é um facto óbvio e quase sempre funciona de forma simples e fluída. Mas, a verdade é que a Apple encontra-se bastante atrasada em muitas frentes tecnológicas e tal como de costume começou a actualizar-se em algumas funcionalidades, mas fez parecer que acabou de atingir grandes feitos revolucionários.

  • Módulo fotográfico com dual-câmara (iPhone 7 Plus)

Esta nova tendência das fabricantes em colocarem dual-câmara na traseira dos dispositivos já começou há algum tempo nos smartphones Android. Teve inicio com a HTC e foi já seguido por várias outras fabricantes como a LG e Huawei.

No entanto, os objectivos com este tipo de setup são bastante diferentes entre fabricantes. No caso do iPhone 7 Plus, a Apple colocou dois sensores de 12 megapixewls, um para fotografias normais e outro para fotografias de longa distância.

  • Efeito “Bokeh” (foco apenas no primeiro plano)

Este é um termo fotográfico que refere à capacidade de máquinas fotográficas (normalmente com rápidas aberturas) em concentrar o seu foco no sujeito principal, criando um agradável efeito de “borrão” nos planos mais afastados.

Esta técnica foi trazida pela primeira pela HTC com o One M8, que apesar de conseguir alguns resultados com as tecnologias disponíveis na época, nem sempre funcionou como desejado.  A Google também implementou este tipo de efeito na sua aplicação de câmara, que oferece resultados bastante impressionantes para algo que foi atingido 100% através de software.

iphone-bokeh4-e1473277382540-640x267

No caso do iPhone 7 Plus, pode-se dizer que a Apple conseguiu atingir resultados muito bons, com as fotografias a ganharem vida com um aspecto natural e autêntico. Tal como se pode ver na imagem em cima, a fotografia é quase digna de uma câmara DSLR e por isso mesmo, parabéns à Apple por esta implementação.

  • Certificação IP67, resistente à água e poeiras

Finalmente Apple! Com tantas fabricantes de smartphones Android a oferecerem certificação de resistência à água e poeiras, a Apple finalmente decidiu actualizar-se e conferir certificação IP67 ao seu novo iPhone 7. Apesar disso, não é ainda suficiente para chegar ao nível de outras fabricantes como por exemplo a Samsung, pois os seus smartphones apresentam certificação IP68. A diferença entre estas duas certificações é que no caso do iPhone, apenas é resistente à água em submersões de 1 metro em até 30 minutos, e no caso da Samsung os seus dispositivos podem ser submergidos até 1,5 metros durante 1 hora.

  • Som estéreo

Esta é uma funcionalidade que se espera vir a ser implementada por muitas outras fabricantes de smartphones Android, mas a Apple finalmente implementou reprodução de som estéreo no iPhone 7. A Apple utilizou a combinação das colunas colocadas no fundo do dispositivo com a coluna de chamadas presente no topo do dispositivo para atingir este tipo de reprodução áudio. No entanto, em nada se pode comparar com o HTC 10, Nexus 5X ou Nexus 6P.

  • Processadores Quad-Core

apple-a10-640x427

A Apple “foi à lua e voltou” quando fez a apresentação do seu novo processador A10, considerando que o seu maior feito foi a sua arquitectura quad-core, que pelo menos em teoria é um pouco triste quando nos lembramos que processadores quad-core chegaram aos dispositivos Android. É claro que não nos podemos esquecer que a performance de um dispositivo é muito mais importante do que a quantidade de núcleos dos seus processadores, mas mesmo assim… a Apple encontra-se 5 anos atrasada no que respeita à arquitectura dos seus processadores.

  • Colaboração em tempo real no iWork

iphone-7-realtime-collaboration-640x239

O conjunto de aplicações iWork da Apple, que incluí as aplicações Pages, Numbers e Keynotes (basicamente todas as aplicações que o Microsoft Office também oferece), oferece não a possibilidade de colaborações entre várias pessoas em tempo real. Esta funcionalidade irá permitir que qualquer alteração feita num documento por um utilizador, possa ser visualizada em tempo real na conta de um outro utilizador. A verdade é que esta funcionalidade é fantástica, mas o Google Drive para Android implementou-a à 4 anos atrás…

 

 

 


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *