Pedro Ló Notícias

Ambiente, economia e sociedade em debate no Building Energy Symposium


Durante a Building Energy Symposium, vários especialistas colocaram em cima da mesa a realidade do presente e as tendências de futuro. O tripleto da sustentabilidade – ambiente, economia e sociedade – estiveram em debate, num evento promovido pela Vida Imobiliária e que contou com o apoio institucional da APFM – Associação Portuguesa de Facility Management.

Na sua apresentação, Manuel Pinheiro, Professor no IST, fala-nos que, num futuro muito próximo, é essencial mudar o paradigma sobre a sustentabilidade como evolução ambiental. Existem vários passos possíveis para conseguir concretizar com sucesso o pressuposto. Há que atenuar os danos, nomeadamente, ao nível do controlo da poluição; e evitar e prevenir o impacto e os seus riscos. Com o passar do tempo e com a rentabilização urbana, haverá certamente uma redução da intensidade energética. A rentabilização urbana passará, em grande parte, por procurar o quase zero de energia ou a um custo extremamente competitivo, através da produção energética renovável local, face ao consumo energético.

João Marcelino, da Associação Passivhaus, veio até ao eventos demonstrar que existe a necessidade de melhorar o parque edificado. A ideia de propor um edifício bem orientado com a envolvente cuidada e integrado num sistema isolado que mantém o calor será o grande passo para alcançar as ‘passive houses’ no futuro: confortáveis, acessíveis e sustentáveis.

A eficiência energética nos edifícios é já uma realidade, tendo conhecido nos últimos anos um grande avanço, estando mais do que nunca interligada com a mobilidade. Novas tecnologias e até serviços permitem criar edifícios auto sustentáveis em energia, onde o automóvel desempenhará um papel de destaque.

O mundo está cada vez mais focado na sustentabilidade ambiental e energética, existindo hoje politicas e importantes recursos financeiros disponíveis que representam uma oportunidade para as atividades no imobiliário, na mobilidade e gestão urbana como um todo.

A agenda internacional está muito focada na sustentabilidade ambiental e energética. Existem hoje importantes recursos financeiros para apoio das políticas e soluções de Energia & Ambiente. É cada vez mais uma área oportuna de investimento.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *