Google expulsa 200 publishers e remove 1.7 mil milhões de anúncios falsos Internet

Google expulsa 200 publishers e remove 1.7 mil milhões de anúncios falsos


A Google anunciou, através de um comunicado de imprensa, que no ano de 2016 foram implementadas medidas mais dura com o intuito de combater os anúncios que violam a sua política de publicidade e que enganam os internautas. Segundo a gigante da tecnologia, só em 2016 foram eliminados mais de 1.7 mil milhões de “bad ads” (anúncios enganadores e fraudulentos) e, após a análise de 550 websites entre Novembro e Dezembro, 200 deles foram excluídos para sempre da rede da Google.

Os anúncios enganadores e predatórios são uma verdadeira praga na internet e a Google leva a sério o combate a este tipo de má publicidade. Para tal endureceu ainda mais as suas políticas, tornando-as mais restritivas, e reforçou a tecnologia para detecção e desativação mais precisa e rápida dos chamados “bad ads”. As medidas utilizadas para reprimir anúncios enganadores e fraudulentos que violam as políticas da Google encontram-se disponíveis no 2016 Bad Ads Report:

O relatório anual de “maus anúncios” (Bad Ads Report) revela que em 2016 foram eliminados 1.7 mil milhões de anúncios que violaram as suas políticas de publicidade, um aumento de mais de 50% quando comparado com o ano de 2015 em que foram removidos cerca de 780 milhões.

Outros destaques do 2016 Bad Ads Report:

  • Mais de 68 milhões de anúncios removidos por violarem políticas relacionadas com a promoção de produtos de saúde (face a 12,5 milhões em 2015)
  • Mais de 17 milhões de anúncios removidos por promoção de jogo ilegal
  • Perto de 80 milhões de anúncios maus por enganarem e chocarem os utilizadores
  • Mais de 5 milhões de anúncios a empréstimos de curto prazo removidos
  • 112 milhões de anúncios “trick to click” (6 vezes mais do que em 2015)
  • 1.300 contas suspensas por “tabloid cloaking”

Entre Novembro e Dezembro foram analisados 550 websites suspeitos de espalharem conteúdos deturpados entre os utilizadores: acções contra 340 por violação de políticas – deturpação de conteúdos e outras ofensas – e 200 publishers expulsos permanentemente da rede da Google.

Informação mais detalhada no post How we fought bad ads, sites and scammers in 2016,  de Scott Spencer, Director of Product Management, Sustainable Ads


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *