Amor e Paixão: Sentimentos e Hormônios Mesclados em Profusão Arte e Cultura

Amor e Paixão: Sentimentos e Hormônios Mesclados em Profusão


No Dia dos Namorados, que ontem se comemorou no Brasil, os mais românticos flutuam nas nuvens. Quem já não se apaixonou loucamente e sentiu borboletas voarem pelo estômago e o corpo todo arrepiado pela simples existência do ser amado? Solteiro ou não, o fato é que o ser humano não nasceu para estar sozinho, há sempre uma esperança em encontrarmos nossa cara metade, nossa alma gêmea. O cinema, ao longo de um século, nos brindou com infinitas histórias de amor, paixão e sedução.

Selecionei dez casais apaixonantes de química incontestável:

10°) Mickey Rourke & Kim Basinger (“9 e ½ Semanas de Amor”, 1986 / Direção: Adrian Lyne)

Uma bela funcionária de uma galeria de arte se envolve sexualmente com um homem rico, num jogo de sedução crescente. Muito antes de Mickey Rourke ter o rosto deformado e com a estonteante Kim Basinger no auge da sua forma física, esse casal incendiou o imaginário de homens e mulheres, em cenas de sexo e sedução de tirar o fôlego.

9°) John Malkovich & Glenn Close & Michelle Pfeiffer (“Ligações Perigosas”, 1989 / Direção: Stephen Frears)

França, 1788, perigosas relações entre a Marquesa de Merteuil (Glenn Close), o Visconde de Valmont (John Malkovich) e a Madame de Tourvel (Michelle Pfeiffer) os levarão a um jogo de sedução com intrigas palacianas. No filme, John Malkovich coleciona amantes variadas e sua química com Glenn Close e com Michelle Pfeiffer inflama faíscas eletrizantes.

8°) Hugh Grant & James Wilby (“Maurice”, 1987 / Direção: James Ivory)

Na Inglaterra de 1910, dois estudantes de Cambridge se apaixonam e vivem com o coração em suspenso. Estreia na carreira de Hugh Grant e James Wilby. Ambos dividiram o prêmio de melhor ator no Festival de Veneza. Elegante, sutil e comovente.

7°) Adèle Exarchopoulos & Léa Seydoux (“Azul é a Cor Mais Quente”, 2013 / Direção: Abdellatif Kechiche)

Duas adolescentes entregam-se a uma paixão voraz, potencializando os atos sexuais às alturas. Corpos ardentes. Atuações corajosas de duas atrizes em total entrega corporal, sem pudores.

6°) Brad Pitt & Geena Davis (“Thelma & Louise”, 1991 / Direção: Ridley Scott

Duas amigas partem para um fim de semana nas montanhas e acabam perseguidas pela polícia. Entre os personagens de Geena Davis e Brad Pitt, não houve romance, apenas uma transa arrebatadora, capaz de mudar completamente os rumos da estória. A química entre o casal de atores explode em cena, causando verdadeiro frisson na plateia.

5°) Hugh Grant & Julia Roberts (“Um Lugar Chamado Nothing Hill”, 1999 / Direção: Roger Michell)

Quando o dono de uma livraria, no bairro londrino que dá título ao filme, recebe como cliente a atriz mais bem paga de Hollywood, a paixão se estabelece de imediato. Não há quem não torça e se comova com a relação deste casal encantador. Uma espécie de “Cinderela”, versão masculina.

4°) Christopher Reeve & Jane Seymour (“Em Algum Lugar do Passado”, 1980 / Direção: Jeannot Szwarc)

O teatrólogo Richard, volta no tempo em busca do amor perdido. Ambientado em 1912, Jane Seymour e Christopher Reeve formam um casal plácido, cuja beleza e amor transcendem o tempo. Uma emocionante personificação do amor de alma. Para chorar e não parar mais.

3°) Heath Ledger & Jake Gyllenhaal (“O Segredo de Brokeback Mountain”, 2006 / Direção: Ang Lee)

No alto da montanha Brokeback, nos anos 1960, dois másculos rapazes trabalham como pastores de ovelhas. No meio da solidão, surge uma atração física incontrolável e a libido de ambos os leva a viver um forte amor proibido. Heath Ledger e Jake Gyllenhaal se entregam de corpo e alma em atuações brilhantemente sensíveis.

2°) Richard Gere & Julia Roberts (“Uma Linda Mulher”, 1990 / Direção: Garry Marshall)

Legítimo conto moderno da Cinderela. Uma prostituta entra no carro de um cliente milionário e ambos apaixonam-se durante o fim de semana. Richard Gere e Julia Roberts juntos, transbordam em charme e beleza. O extremo carisma de Julia Roberts conquista qualquer espectador. Basta sorrir. E que sorriso!

1°) Leonardo DiCaprio & Kate Winslet (“Titanic”, 1997 / Direção: James Cameron)

Durante a trágica viagem inaugural do maior navio do mundo, em 1912, o pobretão Jack, salva – de todas as formas – a linda Rose, noiva de um ricaço. DiCaprio e Winslet foram catapultados ao sucesso em grandes proporções, tamanha química entre o casal. Um estrondoso sucesso sem fronteiras e um amor que fez chorar plateias inteiras.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *