garmin Notícias

Garmin continua a crescer


Garmin somou 888 milhões de dólares em receitas totais no quarto trimestre de 2017, registando um crescimento de 3% face ao período homólogo do ano passado. O crescimento conjunto das áreas de outdoor, fitness, marítima e aviação foi de 9%, comparativamente ao mesmo trimestre de 2016. Estas quatro áreas representaram 78% do total de receitas. A margem bruta nos últimos três meses do ano aumentou 56,2%, valor que compara com os 54,7% verificados no mesmo trimestre do ano anterior. A margem operacional subiu para 20,2%, uma percentagem superior aos 18,6% do período homólogo de 2016 e as receitas operacionais fixaram-se nos 179 milhões de dólares, um aumento de 12%.

A Garmin reportou ainda um sólido ano fiscal, que terminou com 3.087 milhões de dólares em receitas, um crescimento de 2% face ao ano passado. As áreas de outdoor, fitness, marítima e aviação registaram um crescimento conjunto de 9%, comparativamente a 2016, e representaram 76% do total de receitas. As margens bruta e operacional foram de 57,8% e de 21,7%, respetivamente, valores superiores aos registados em 2016. A receita fixou-se nos 669 milhões de dólares, um aumento de 7%.

Em 2017 a marca distribuiu mais de 15 milhões de unidades, somando desde o início de atividade mais de 188 milhões de equipamentos. A Garmin completou o ano passado a aquisição da Navionics®S.p.A., fornecedora mundial de mapas de navegação eletrónicos e de aplicações móveis para o setor marítimo, ficou classificada na 41ª posição no “The Just 100: America’s Best Corporate Citizens” da Forbes e foi considerada um dos Global 2000 World’s Best Employers.

O ano ficou ainda marcado pelo contínuo crescimento da loja de aplicações Connect IQTM, que conta já com mais de 3500 apps e mais de 45 milhões de downloads desde o seu início, e por um aumento da procura pela gama de wearables fēnix® que conduziu ao crescimento significativo do segmento de outdoor.

A Garmin forneceu no 4º trimestre um milhão de produtos de aviação certificados, número que traduz a longa história de inovação da empresa e o contributo para a indústria da aviação, e começou a distribuir uma versão atualizada dos produtos ECHOMAPTM e STRIKERTM, que garantem aos navegadores toda a conectividade na água.

Salvador Alcover, Diretor Geral da Garmin Ibéria, comentou os resultados: “devido ao bom desempenho comercial dos segmentos outdoor, aviação e marítimo de 2017, foi o segundo ano consecutivo a registar um aumento das vendas e das receitas operacionais. Prevemos mais oportunidades de crescimento para 2018 e acreditamos que estamos bem posicionados para aproveitarmos ao máximo essas oportunidades graças ao nosso forte alinhamento de produtos”.

Dados por setores:

segmento de Outdoor cresceu 16% no trimestre em análise, graças ao contributo significativo dos equipamentos wearable  e ao aumento das subscrições dos serviços inReach®. As margens bruta e operacional também melhoraram para 63% e 36%, respetivamente, o que resultou num crescimento do lucro operacional de 26%. Estimamos que o segmento de outdoor continue a crescer em 2018. Vamos aproveitar ao máximo as oportunidades que surjam na área dos wearables e em outras categorias de produto neste segmento.

No segmento de Aviação registou-se um sólido aumento das receitas de 11% no trimestre, com o forte contributo do mercado pós-venda e do negócio OEM. As margens bruta e operacional mantiveram-se fortes nos 75% e 32%, respetivamente, o que resultou num aumento do lucro operacional de 27%.

As receitas do segmento Marítimo cresceram 24% no trimestre em análise, graças à atualização do nosso alinhamento de plotters cartográficos e de sondas de pesca e ao contributo da recém adquirida linha de produtos da Navionics. A margem bruta melhorou para os 55%. Durante o quarto trimestre começámos também a distribuir a nova oferta conectada da popular linha de produtos ECHOMAP e STRIKER que garantem toda a conectividade necessária através da nossa nova app móvel ActiveCaptain™. Em 2018 vamos focar-nos num aumento da quota de mercado e na inovação dos nossos produtos, pelo que as nossas previsões apontam para um crescimento desde segmento este ano.

segmento de Fitness apresentou um crescimento de 1% nas receitas durante o trimestre em análise, promovido pelos nossos produtos com suporte GPS que compensaram parcialmente a pequena quebra registada pelos nossos monitores de atividade mais básicos. As margens bruta e operacional aumentaram para 53% e 21%, o que resultou num igual aumento do lucro operacional de 24%. O novos Forerunner® 645 Music, que anunciámos recentemente, traz a música e o Garmin PayTM Ready a um equipamento wearable com funcionalidades avançadas como dinâmica de corrida e conectividade. Continuamos a antever oportunidades de crescimento para os nossos wearables mais avançados, mas estes valores positivos podem ser camuflados pela queda nos monitores de atividade mais básicos.

No segmento Automóvel notou-se um decréscimo de receitas de 14% no 4º trimestre de 2017 devido à contínua contração do mercado PND, compensada em parte pelo crescimento em categorias de nicho. A margem bruta caiu 41% e a margem operacional manteve-se estável nos 9%. Vamos focar-nos numa execução disciplinada para garantirmos ao mercado a inovação desejada e para otimizarmos a rentabilidade neste segmento.

Expectativas para 2018:
Estimamos para 2018 uma receita de aproximadamente 3,2 mil milhões de dólares, promovida pelo crescimento dos segmentos marítimo, outdoor e da aviação, parcialmente impactado pela crescente queda do mercado de PND. Antecipamos um EPS pro forma anual de aproximadamente 3,05 dólares baseado numa margem bruta de aproximadamente 58,5%, numa margem operacional de cerca de 21% e numa taxa anual pro forma efetiva de imposto de à volta de 19%.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *