Destaques, Redes sociais

Egípcio chama Facebook à filha


Um jovem egípcio deu o nome de Facebook à sua filha recém-nascida. O jovem, na casa dos 20 anos, disse ao jornal ‘Al-Ahram’, um dos maiores do Egito, que o objectivo era homenagear as redes sociais.

Tanto o Facebook como o Twitter tiveram um importante papel como veículo para a mobilização das multidões que se mantiveram na praça Tahrir durante semanas até ao derrube do presidente Hosni Mubarak.

O agora célebre responsável do marketing da Google para o médio oriente Wael Ghonim esteve detido durante 12 dias por promover a página We are all Kaled Said no Facebook. A página, em memória de um jovem morto em Junho do ano passado, foi um dos grandes catalisadores do descontentamento popular que levou às manifestações pacíficas que conseguiram obrigar Mubarak a abandonar o poder ao fim de 30 anos.

De acordo com o site Tech Crunch, esta é a tradução da notícia do “Al-Ahram”:

“Um Novo Dia
Homem chama Facebook à filha recém-nascida
Um jovem na casa dos vinte quis expressar a sua gratidão pelas vitórias que os jovens do 25 de Janeiro alcançaram e decidiu chamar à sua filha recém- nascida Facebook Jamal Ibrahim. A família da criança, amigos e vizinhos da região de Ibrahimya juntaram-se para manifestar o seu apoio à revolução que começou no Facebook. “Facebook” recebeu muitas prendas dos jovens que rejubilaram com a sua chegada e o novo nome. Um nome [Facebook] que chocou o mundo inteiro.”

O Facebook tem cinco milhões de usuários no Egito, mais do que em qualquer outro no Magrebe e Médio Oriente. O site reportou um crescimento de usuários no Egito no mês passado, com 32 mil grupos e 14 mil páginas criadas nas duas semanas da revolta.

Este foi o momento da resignação de Mubarak na página do Facebook We are all Kaled Said:


13 comentários em Egípcio chama Facebook à filha

  1. Anderson

    “Ainda bem” que podemos mudar nossos nomes….porém só depois um monte de burocracia, documentos assinados e bla bla bla

  2. Marcio Ly

    Jorge, lendo esta materia fiquei imaginando até onde a resdes sociais vão trazer mudanças para nossas vidas.

    Queria sugerir uma materia para vcs. AS REDES SOCIAIS VÃO CONTROLAR NOSSA VIDA??

  3. Marcello

    Estranha a atitude e ao mesmo tempo dá para entender o motivo, afinal qualquer coisa que faça sucesso gera fãs, afinal quantas pessoas no mundo não deram o nome a seus filhos de Elvis Presley, Pelé ou Maradona por exemplo. Apesar de não ser uma pessoa o facebook aproxima pessoas e por isto entendo a atitude do Egipcio, se bem que eu não faria tal coisa.

  4. Marcio Ly

    Acho que se forem registrar alguem com nome assim por aqui…os cartorios não vão aceitar. È muito entranho e como perguntou o Henrique Gil com certeza vai sofrer Bullying na escola!!!

  5. Wanderson

    Exagerado, mas fazer o que? Se ele quis colocar esse nome na filha é problema deles! E depois também ela pode mudar de nome.

  6. Letícia Faria

    Estranho e engraçado. Mas não, obrigada. Por mais que eu goste de redes sociais, jamais faria uma “homenagem” dessa dimensão.

  7. Um pouco exagerada a homenagem, é certa a utilidade do Facebook durante as revoltas, mas nomear assim sua filha é demais. Com certeza foi um ato pouco pensado por um jovem que não pensou sobre as consequencias na vida da menina, ja pensou o povo dizendo por aí que ela ja teve milhões de usuários?

  8. Marcio Ly

    Se esta moda pega teremos muitos Facebook, Orkut, Twitter, MSN e outros espalhados pelo mundo. Vemos aqui como o mundo e influenciado pelas midias sociais.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *