Mobile

Microsoft ao ataque: Android é para nerds


Novos Windows Phone para a semana

Steve Ballmer deu o primeiro passo para o lançamento dos primeiros Windows Phone com o sistema Mango ao atacar os dispositivos com Android. Para o CEO da Microsoft, os smartphones com Android são complicados de utilizar.

No decorrer da cimeira Web 2.0, Steve Ballmer afirmou que a grande diferença entre os dispositivos com o Windows Phone e com o sistema Android, é que não é necessário ser-se um “cientista de computadores” para utilizar os smartphones com o sistema operacional/operativo da Microsoft.

“Você não precisa ser um cientista da computação para usar um telefone Windows e precisa de o ser para usar o Android … É-me difícil estar animado com os telefones Android”, afirmou Ballmer, citado pelo The Telegraph, quando instado a comparar os Windows Phone com os aparelhos que utilizam outros sistemas operacionais.

Para o CEO da Microsoft, a grande diferença dos Windows Phone Mango em relação aos aparelhos daApple está na experiência do utilizador: “”Ambos [um iPhone e um Windows Phone] adaptam-se bem à mão e os dois são fisicamente muito bonitos ….mas quando você pegar um Windows Phone e o usar … a sua informação é frente e o centro … e você não tem que percorrer mares de ícones e blá, blá, blá… Um telefone com Windows faz as coisas.”

O Windows Phone põe o foco na experiência do usuário. Quando pela primeira vez tivemos um destes aparelhos na mão pudemos constatar que faz a diferença relativamente aos outros sistemas operacionais no que diz respeito à forma como coloca o foco na facilidade de aceder a conteúdos.

Os primeiros Windows Phone Mango vão ser lançados na próxima semana em Londres e chegarão aos mercados a tempo do Natal. No evento que está a ser preparado pela Microsoft serão apresentados aparelhos da Nokia, Samsung e HTC. Ou seja, ao mesmo tempo que mostra os primeiros resultados efetivos da sua parceria estratégica com a Nokia, a Microsoft ganha escala ao aliar-se aos dois principais fabricantes de smartphones da atualidade a par da Apple: a Samsung e HTC.

Analistas citados pela Reuters afirmam que a Microsof aindavai a tempo de alcançar a Apple e a Google, especialmente tendo em conta as incertezas entre os fabricantes de celulares após a compra da Motorola Mobility pela Google, que provocou receios de que a Google possa um dia produzir seus próprios smartphones.

O receio dos fabricantes e a qualidade tanto do sistema operacional/operativo como dos aparelhos Windows Phone podem ainda levar a Microsoft a conseguir uma importante posição no mercado. Para Steve Ballmer, o problema será mesmo o preço dos aparelhos, pelo que o Windows Phone deve ser capaz de rodar em smartphones mais baratos para poder competir nos mercados emergentes.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *