Mobile

É mais do que um tablet


Asus e Samsung inovam conceitos

 

O Galaxy Note do tamanho de um tablet e um Padfone. Estas são as novidades apresentadas pela Asus e pela Samsung no Mobile World Congress e representam conceitos diferentes de olhar para a integração de aparelhos e para a experiência dos utilizadores.

Ontem dissemos que este é o ano dos smartphones e agora falamos de algo mais do que tablets. A contradição é apenas aparente. Depois do boom de tablets o ano passado, as marcas estão muito mais cuidadosas com a apresentação de novos produtos e quando o fazem, preferem avançar para soluções disruptoras; para soluções que quebrem com o passado e que tragam uma mais valia diferenciadora para o consumidor.

É o caso dos produtos apresentados pela Asus e pela Samsung. As duas empresas avançaram por caminhos diferentes mas que têm em comum o serem mais do que um tablet.

Asus Padfone

o Asus PadPhone é um smartphone leve e elegante que se transforma num tablet num abrir e fechar de olhos. “Faça a troca” diz a promoção do aparelho que… são dois. O Padfone pode ser colocado no interior do tablet que por sua vez pode ser acoplado a uma docking station.

Com este smartphone, a Asus reinventa o conceito de portabilidade. O Padfone transforma-se naquilo que forem as necessidades de momento do consumidor. E não são necessárias operações complicadas. Mesmo com o aparelho a funcionar, ao colocá-lo dentro do tablet ele continua com a tarefa que estava a fazer. A docking station já é conhecida do Asus EeePad Transformer. O que é supreendente (para além da qualidade de imagem e de som) é que tanto o tablet como a docking station têm baterias autónomas que podem alimentar o telefone. Quer isto dizer que acabaram os problemas de bateria e que com um bluetooth pode fazer chamas enquanto trabalha ou se diverte com o tablet.

Samsung Galaxy Note 10.1

Também o Galaxy Note 10.1 permite fazer chamadas enquanto trabalha ou vê qualquer conteúdo Contudo, o conceito é completamente diferente, com a Samsung a resolver levar mais além a experiência do Galaxy Note. As funcionalidades que tornam o Note único foram transportadas para um ecrã/tela de 10.1 polegadas, exponenciando a qualidade da experiência de quem utiliza o Note.

Além das apps próprias para a utilização com a s-pen, o novo Galaxy Note 10.1 traz de origem apps da Adobe, como o Photoshop e o Adobe Idea. Com este aparelho, o tablet deixou de ser fundamentamentalmente um gadget de conteúdos para ter um papel a dizer na produtividade.

o Tech&Net teve oportunidade de experimentar os dois aparelhos e ficámos impressionados com as suas capacidades. Fluídos, diferentes e apetecíveis é o mínimo que se pode dizer do Asus Padfone e do Samsung Galaxy Note 10.1. Estava a pensar comprar um tablet? Espere uns meses, và a uma loja, experimente os dois e decida.


1 comentário em É mais do que um tablet

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *