Internet, Notícias, Redes sociais

Facebook renova a sua imagem e actualiza a feed de notícias


Depois da Google ter anunciado ontem pequenas mas cirúrgicas alterações à sua rede social, foi hoje a vez do Facebook anunciar uma mudança radical da Feed de Notícias. Este recurso foi redesenhado para separar os fluxos de conteúdo em múltiplas categorias e optimiza a interface do usuário com uma forte inspiração no design das aplicações móveis do Facebook (iOS e Android). Conheça de seguida o que pode esperar da nova cara do Facebook.

Descrevendo o objectivo da nova Feed de Notícias como o fornecimento de um “jornal personalizado”, Mark Zuckerberg referiu que este recurso está sendo alterado para tirar proveito de mais fotos e partilha de conteúdo visual, bem como a diferença entre histórias pessoais e mensagens de figuras públicas.

“Nós queremos ver as actualizações de nossos amigos, mas também queremos ter acesso a actualizações de publicações de terceiros”.

O CEO do Facebook notou que metade dos “posts” presentes na Feed de Notícias são fotos e conteúdo visual, o que justifica o trabalho que equipa do Facebook desenvolveu de modo a tornar as fotos e álbuns maiores de modo a lhes dar maior realce. Os artigos também foram expandidos para incluir uma síntese mais completa e o logotipo da publicação. O Facebook está igualmente a trabalhar para que o conteúdo compartilhado por serviços de terceiros como o Pinterest seja mais atraente.

img_facebook_news_feed_02

Na nova versão do Facebook quando várias pessoas partilham algo como um artigo, é possível passar o rato sobre os ícones de perfil no lado esquerdo, permitindo revelar o que cada um dos perfis tem referido sobre o link. Sem surpresa, estas imagens mais proeminentes e resumos serão aplicadas também aos anúncios.

Além da reformulação visual, o Facebook também está a tentar tirar vantagem de seu sistema do “Gosto” (Like) e múltiplos fluxos de informações a partir de aplicações ou grupos diferentes de amigos. Simultâneamente com actualizações dos amigos do usuário , o Facebook vai começar a incluir artigos recomendados ou outro conteúdo de pessoas ou páginas que os mesmos estão interessados ​​- o exemplo dado foi ver artigos sobre Taylor Swift se o usuário tiver previamente gostado desta artista no Facebook.

Uma lista de várias feeds é agora mostrada à direita, onde se pode encontrar as mensagens de amigos relativamente a elementos como fotos, músicas ou jogos. Foi ainda adicionada uma novo feed dedicada a todas as pessoas que você segue, mas não são seus amigos.

A aparência nova do Facebook encaixa-se num paradigma baseado em jornal/magazine centrado à base de imagens ou se quiser conteúdo multimédia. A imprensa especializada referiu que o Facebook foi desenhado com bastantes inspirações no Google+ – mas a rede social está a ir buscar claramente ideias às suas versões móveis (para Android e iOS).

A nova feed de notícias será migrada ao longo de hoje na versão web para computadores, e uma versão móvel com as alterações virá nas próximas semanas. Contudo, é natural que alguns usuários recebam as alterações antes que outros. Por esta razão, se ainda não recebeu as novas alterações, tente amanhã.


3 comentários em Facebook renova a sua imagem e actualiza a feed de notícias

  1. nuno

    Acho que vai ficar bastante interessante (pelo menos o feed de notícias perece bem melhor.) Contudo, a interface parece bastante com a do Google+ misturado com a Unity, do Ubuntu.
    Ainda assim espero que esta nova interface chegue rapidamente =P

    • Rui Oliveira

      Olá Nuno é verdade o que disseste e acho muito bem observado, além das semelhanças com o G+ que tinha referido no artigo, não tinha reparado as semelhanças com o Unity. Mas de facto tens razão, aquela barra lateral parece o lançador do Unity 🙂

      Eu acho que devemos todos ficar contentes, em particular, pela concorrência que o Google+ veio trazer ao panorama das redes socias. Confesso que nunca gostei do Facebook, pelo o “amontoado” de informação (muito denso), comparado com o Google+ onde era muito mais fácil de ler devido à informação estar claramente espaçada e delimitada.

      Agora com a nova actualização da feed de notícias, parece-me que agora até eu era capaz de usar o Facebook. Dá um maior destaque às imagens e à informação, está claramente separada e limitada como o G+. Mais uma vez a velha máxima é aplicada aqui: com a concorrência, quem ganha é o consumidor/utilizador final.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *