Mobile, Notícias

Fundador do CyanogenMod abandona a Samsung e critica a TouchWiz


Foi há precisamente 19 meses que Steve Kondik anunciou que a Samsung o tinha contratado. Este nome pode não dizer muito para muitas pessoas mas, trata-se do fundador do CyanogenMod. Este projecto é a principal base open-source das várias ROM’s que são criadas pela comunidade Android. Agora o carismático líder da vertente comunitária do Android deixa a sul-coreana com algumas impressões sobre o novo Galaxy S4.

Steve “Cyanogen” Kondik, o fundador e principal “arquitecto” do projecto CyanogenMod (CM), vai deixar de exercer o seu papel como engenheiro de software da Samsung Mobile, após 19 meses na empresa. Kondik anunciou a sua decisão de deixar a Samsung aos seus seguidores no Google+.

Antes de deixar a Samsung, Kondik teve algum tempo para recolher algumas impressões sobre o novo Galaxy S4. O fundador do CM fez praticamente uma análise em relação ao que achava que eram os prós e contras do S4. No geral Kondik está bastante bem impressionado com o equipamento, e afirmou mesmo que as suas especificações, “arrasam completamente com a concorrência“.

O ex-engenheiro de software na Samsung Mobile, refere ainda que apesar do novo dispositivo não ser inovador no seu design industrial, possui “características únicas que têm um enorme potencial”. Em particular Kondik destaca a capacidade do ecrã/tela suportar comandos por gestos sem envolver o toque e a inclusão de uma módulo de infravermelho (IR blaster).

Além desse aspecto o responsável do CM, refere que, as benchmarks colocam o S4 de forma significativa acima da concorrência, a sua recepção GPS parece ser melhor do que em qualquer outro dispositivo da Samsung, e que ambas as câmaras (traseiras e fronteiras) são excelentes.

img_cyanogenmod_steve_samsung_02

Apesar dos comentários no geral positivos sobre a nova “máquina” da Samsung, Kondik teve uma palavra a dizer sobre as modificações que a Samsung faz ao aspecto do Android e em especial à sua interface TouchWiz. Embora o responsável do CM admita que a TouchWiz ganhou em consistência com a última actualização, refere que a experiência disponibilizada pela TouchWiz faz o usuário parecer que “foi transportado para há alguns anos atrás, na altura da versão Froyo do Android“.

Kondik entrou para a Samsung em Agosto de 2011. Na altura afirmou que estaria a trabalhar para “tornar o Android mais extraordinário.” Apesar da sua nova função na altura, continuou a trabalhar no projecto CyanogenMod. Uma análise às suas declarações acerca da TouchWiz, permite-nos concluir que não teve a influência que gostaria de ter tido para convencer a Samsung a adoptar uma interface de Android mais consistente e fiel ao original.

Apesar talvez deste pequeno “dissabor”, Kondik deu a entender que deixa o cargo que ocupava na Samsung em bons termos, observando que trabalhar na empresa “foi óptimo” e que a sua saída foi motivada por decidir “fazer algo de novo”. Ao que o mesmo deu a entender, já parece ter em mente um projecto futuro ou mesmo um novo empregador no horizonte, já que referiu aos seguidores para voltarem a lhe perguntar sobre a sua situação laboral daqui a alguns meses.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *