Google I/O, Internet, Redes sociais, Tecnologia

Google Babble – um serviço de mensagens para competir com o Facebook e a Apple?


A Google está, segundo rumores, a concentrar os seus esforços de modo a melhorar os vários serviços de trocas de mensagens e unificá-los num único serviço denominado “Babble”. O novo serviço, caso se concretize, vai combinar o Google Voice, Google Talk e um conjunto de outros serviços de comunicação, e será apresentado na edição 2013 do Google I/O, o evento anual organizado pela empresa sediada em Mountain View.

Fontes revelaram ao site Geek.com os planos que a Google tem, em tornar possível que os usuários dos vários serviços da Google possam comunicar facilmente entre si. Até agora o Google Talk, Messenger, Drive, Hangout, Voice e Talk para G+ são serviços que não apresentam interacção total uns com os outros. É certo que já existe por exemplo uma integração do serviço de videoconferência Hangout com o Google Talk do Gmail e uma integração do Google Talk com o Google Plus.

Contudo, a integração actualmente não é universal e não se expande para os vários dispositivos. Por exemplo uma das críticas que muitos utilizadores do Google Talk para Android têm sempre apontado é o facto de não poderem organizar Hangouts através deste Software. Ora isto é obviamente um obstáculo para o usuário final e uma lacuna que a Google está interessada em resolver e o serviço Babble será a solução.

Actualmente, os serviços dos rivais da Google como o iMessage, BlackBerry Messenger e Facebook Chat permitem aos seus usuários comunicar com os seus contactos no mesmo dispositivo ou serviço, algo que os usuários do Google não conseguem actualmente, devido à infraestrutura complexa de mensagens mantida durante muitos anos pelo gigante de Mountain View.

Por exemplo, o serviço iMessage da Apple alterna perfeitamente entre o número de telefone que uma pessoa utiliza (no iPhone) o seu e-mail (no iPad e Mac), de modo a ser possível enviar fotos, textos ou vídeos, esteja onde estiver. O BlackBerry Messenger oferece um serviço semelhante, mas como é óbvio só vocacionado para dispositivos da Blackberry.

A razão de, até agora, de não haver uma integração dos vários serviços da Google não é contudo da inteira responsabilidade da Google. A Google tem sido alvo de pressão de grupos que promovem a privacidade (e ao que tudo indica a União Europeia), de modo a impedir o gigante de utilizar os seus dados privados – de amigos que tem no Google+, chats privados do GTalk , e conversas de voz – para a construção de anúncios personalizados.

A acrescentar às anteriores reticências, talvez o maior obstáculo era o facto dos vários serviços terem políticas de privacidade diferentes, o que não ajudava também à integração destes serviços. Mas apesar das eventuais dúvidas em relação às sanções que podem advir da União Europeia, a Google mudou recentemente a política de privacidade de modo a tornar mais simples e unificar todos os serviços abrindo ao mesmo tempo caminho para serviços como o Babble.

As fontes revelam que o Babble está a ser construído completamente a partir do zero, de modo a fornecer uma alternativa aos serviços dos seus rivais, em vez de ser um “remendo” como os actuais serviços do Google. De acordo com o Geek.com, qualquer usuário “será capaz de usar a janela de chat em todos os produtos da Google com os mesmos recursos disponíveis em toda parte.” Como o Google se expande no mundo desktop (com graus variados de sucesso), o objectivo será o de disponibilizar um software que pode se comunicar com todos os dispositivos, não apenas no Android ou Google+.

Será que a nova infraestrutura Babble, vai abrir caminho à Google para lançar um produto competitivo até com o próprio Skype? A ideia avançada pela fonte de que a comunicação será transversal, significa que eventualmente poderemos ver um cliente de mensagens instantâneas e VOIP a ser lançado para Windows, Mac e mesmo iPhone.

Já faltou mais para termos a resposta a estas e outras perguntas, já que se as fontes forem credíveis o Babble será apresentado no Google I / O que começa a 15 de Maio.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *